Jamaica é tetra no revazamento 4×100 metros e amplia supremacia sobre os EUA

  • Por Agencia EFE
  • 29/08/2015 14h59

Pequim, 29 ago (EFE).- A Jamaica ampliou a supremacia no revezamento 4×100 metros livres ao conquistar o tetracampeonato mundial neste sábado, no estádio Ninho de Pássaro, em Pequim, confirmando o domínio na prova sobre a equipe dos Estados Unidos, que mais uma vez errou na passagem do bastão e acabou desclassificada.

Com uma marca de 37s36, a melhor do ano, os jamaicanos – Nesta Carter, Asafa Powell, Nickel Ashmeade e Usain Bolt – foram ameaçados nos primeiros 300 metros, ficando atrás dos americanos em alguns momentos da prova. Com a eliminação dos EUA, a China ficou com a medalha de prata (38s01) e o Canadá com o bronze (38s13).

Depois de conseguir ficar à frente de Nickel Ashmeade na terceira parte da prova, Tyson Gay passou o bastão para Mike Rodgers fora da área estabelecida para a troca. De qualquer forma, o americano acabou ultrapassado por Bolt, que arrancou com a velocidade de sempre e abriu uma vantagem de 0s65 na ponta.

Com a vitória, a Jamaica amplia o atual domínio sobre os EUA no revezamento 4×100 metros. São quatro vitórias consecutivas em Mundiais e outras duas nos Jogos Olímpicos. Apesar disso, os americanos seguem como os maiores vitoriosos da prova em Mundiais, com sete ouros.

No revezamento 4×100 metros feminino, o resultado foi o mesmo, apesar de uma maior igualdade entre os dois rivais. Campeãs olímpicas após obterem o recorde mundial (40s82), as americanas não conseguiram superar as jamaicanas e ficaram com a prata.

Foi o segundo título mundial consecutivo da Jamaica, conquistado desta vez por Veronica Campbell-Brown, Natasha Morrison, Elaine Thompson e Shelly-Ann Fraser-Pryce, que terminaram a prova em 41s07 contra 41s68 da equipe dos EUA.

O bronze foi conquistado por Trinidad e Tobago, com 42s03. EFE