James Rodriguez decide e Colômbia enfrenta Brasil nas quartas de final

  • Por Jovem Pan
  • 28/06/2014 18h52
Colombia's midfielder James Rodriguez celebrates scoring the 2-0 goal during the Round of 16 football match between Colombia and Uruguay at the Maracana Stadium in Rio de Janeiro during the 2014 FIFA World Cup in Brazil on June 28, 2014. AFP PHOTO / EITAN ABRAMOVICH AFP Confira as imagens de Colômbia x Uruguai pelas oitavas de final

A Colômbia contou com grande atuação de James Rodriguez para vencer o Uruguai, no Estádio do Maracanã, na tarde deste sábado, por 2 a 0. Com o resultado, a equipe de José Pekerman conseguiu a classificação inédita para as quartas de final da Copa do Mundo e terá pela frente o Brasil, na próxima sexta-feira, no Estádio castelão, em Fortaleza. Por sua vez, o Uruguai teve seu sonho de repetir a façanha de 1950 despedaçado.

O jovem atleta do Mônaco da França chamou a responsabilidade e anotou os dois gols da partida. Na primeira etapa, o camisa 10 marcou um golaço. No segundo tempo, Rodriguez apareceu como centroavante para fechar o placar.

Agora os colombianos terão que passar pelo Brasil, na sexta-feira, às 17h, em Fortaleza, para continuar fazendo história e sonhar com voos maiores na competição

James Rodriguez deixa a Colômbia na frente

O embate sul-americano deixou clara a proposta de cada uma logo no início. A Colômbia buscava mais a iniciativa e trabalhava as jogadas de velocidade com Cuadrado e Zuñiga. Já os uruguaios se postaram com duas linhas de quatro para fechar os espaços, e quem sabe, sair no contra-ataque com Cavani.

O camisa 11 colombiano sofreu com as chegadas duras de Arévalo Rios e Álvaro Pereira. Foi com ele que a seleção de segunda melhor campanha da primeira fase chegou ao gol. Em cobrança de falta, Cuadrado bateu forte e Yepes desviou no caminho, quase surpreendendo Muslera.

O goleiro uruguaio é conhecido por não passar muita segurança e quase entregou aos 11. Zuñiga avançou pelo meio e mandou uma bomba. O arqueiro bateu roupa e contou com a sorte de não haver ninguém esperto para pegar o rebote.

O Uruguai era tímido em suas saídas e forçava ligações diretas da defesa com o ataque. A Colômbia se apresentou mais compacta e com um objetivo definido, fato que lhe fez abrir o placar.

Aos 28, James Rodriguez recebeu próximo à área, dominou no peito e mandou um belo chute para marcar o seu quarto gol no Mundial. Muslera deu leve toque na bola antes dela bater na ponta do travessão, mas não conseguiu salvar.

O gol fez com que a Celeste saísse para o jogo, melhorando instantaneamente a qualidade técnica. Cavani mandou cobrança de falta perigosa, próxima à trave de Ospina. O nervosismo tomou conta e Forlán e Yepes, experientes, quase trocaram agressões dentro da pequena área colombiana.

Aos 38, Álvaro González pegou sobra na entrada da área pela direita e mandou um forte chute para defesa de Ospina. No lance, quase Cavani pega de lasca e tira o camisa 1 do lance.

A queda de ritmo da Colômbia após abrir o placar só não lhes custou caro no fim do primeiro tempo por conta do corte providencial de Zapata, pois Cavani sairia na cara do gol com o belo lançamento de trivela dado por Forlán.

Rodriguez e Ospina brilham

Tabárez e Pekerman não mexeram para a etapa final e o Uruguai tentou já diminuir no primeiro lance. Após escanteio de Forlán, Ospina precisou se esticar todo para evitar que Godín chegasse desviando para o fundo da rede.

A Colômbia continuou incomodando pela ponta e não demorou muito para ampliar o placar. Aos 4, Armero fez boa jogada pela esquerda e cruzou para o segundo pau, Cuadrado desviou para o meio da área e Rodriguez mais uma vez estava no lugar certo para anotar mais um e assumir a artilharia provisória do Mundial com cinco gols.

O técnico uruguaio acabou com o esquema de três zagueiros e mandou Gaston Ramírez e Stuani para campo no lugar de Alvaro Pereira e Forlán. Aos 13, González arriscou de longe e Ospina defendeu bem.

Os colombianos se postaram muito bem taticamente e ofereceram poucos espaços para a Celeste armar jogadas com qualidade. Cristian Rodríguez arriscou de longe e obrigou o arqueiro adversário a buscar no canto para evitar a reaproximação no marcador. Aos 28, Stuani teve boa chance e chutou para defesa providencial.

O camisa 1 segurou a pressão do Uruguai e evitou os gols de Maxi Pereira e Cavani, garantindo a classificação inédita do país para as quartas de final da Copa do Mu