Jejum, duelo de estilos e convocados: por que Corinthians x Santos é imperdível

  • Por Jovem Pan
  • 18/09/2015 21h23
Clássico paulista é o grande destaque da rodada e pode influenciar nas lutas pelo título e por vagas na Libertadores

Não basta ter título e vaga na Libertadores em jogo, ou mesmo ser um dos clássicos mais tradicionais do país. A partida entre Corinthians e Santos deste domingo (20), na Arena de Itaquera, traz uma série de elementos que a tornam (ainda mais) imperdível: jejum de vitórias em clássicos do Timão, especialmente contra o Peixe, duelo de ataque e defesa, presença de jogadores de Seleção, entre muitos outros. Confira abaixo as curiosidades e destaques que rondam o jogo entre os alvinegros paulistas.

Santos seguirá como o “anti-Corinthians”?

Entre os adversários que tem encontrado em diversas oportunidades em 2015, o Santos é o único que o Corinthians ainda não venceu. Em quatro confrontos, foram três vitórias do Peixe e um empate, o que rendeu ao time da Vila Belmiro a alcunha de ser um “anti-Corinthians” e saber os segredos para superar a equipe de Tite. Na Copa do Brasil, o Santos venceu o rival duas vezes e o eliminou do torneio com superioridade indiscutível.

Duelo quente – literalmente

Diversos jogadores já reclamaram dos jogos das 11h da manhã por conta do calor. No clássico de domingo, que já é quente por si só, a temperatura estará alta: são previstos nada menos que 33°. A CBF determinou que partidas desse horário deverão ter um tempo para reidratação, mas a medida não deve fazer com que o calor do meio dia deixa de ser um adversário a mais para Corinthians e Santos.

Seleção Brasileira em campo

Santos e Corinthians são os únicos dois times brasileiro que tiveram jogadores convocados por Dunga para defender a Seleção nos dois primeiros jogos das Eliminatórias – e todos estarão em campo. O Peixe conta com o maestro Lucas Lima, que brilhou nos confrontos pela Copa do Brasil, enquanto o Timão tem Renato Augusto, Elias e Gil entre os convocados. Mais um prova do alto nível do confronto.

A defesa mais sólida contra um ataque mortal

As duas equipes praticam um futebol bastante característico. Apesar de ter o segundo melhor ataque do Brasileirão, o Corinthians tem como ponto forte o compromisso tático e uma defesa sólida, menos vazada da competição. Já o Santos anotou também 43 gols, mas muitos deles saíram nas últimas rodadas, com Dorival Jr no comando, e tem se destacado pelo poderio ofensivo. O Atlético-MG, segundo colocado, provou isso na última rodada ao sofrer uma goleada por 4 a 0 na Vila Belmiro.

A chance de “corrigir” a última rodada

Nenhum santista que ver seu time perder, mas com certeza nenhum deles quer ver o Corinthians campeão brasileiro. Na última rodada, o Peixe ajudou o rival ao golear o Atlético-MG e manter a vantagem de cinco pontos do Timão na liderança. Agora, o time de Dorival Jr tem a chance de “se redimir” vencendo o rival e não ficar marcado no fim do Brasileirão por ter dado uma mãozinha a ele.