Jogador do Levante sofre racismo em jogo contra Atlético: “precisa acabar”

  • Por Jovem Pan
  • 05/05/2014 08h32

Senegalês afirma ter sido ofendido durante toda a partida

Diop sofre racismo durante jogo contra Atlético de Madrid

O futebol espanhol contou, mais uma vez, com um ato racista durante uma partida de futebol. Na derrota do Atlético de Madrid para o Levante no último domingo (4), a torcida “colchonera” reproduziu sons de macaco para o jogador Pape Diop, que começou a dançar como resposta às manifestações.

Em entrevista coletiva pós-jogo, o atleta explicou a sua reação e pediu para que essas atitudes acabem nos estádios espanhóis. “Me chamaram de macaco e eu me virei e imitei um”, disse Diop. “Estou cansado do racismo no futebol. E há muito”, ressaltou.

Após o fim da partida, o meia senegalês, que havia ouvido provocações dos torcedores rivais durante todo o jogo, comemorou a vitória de forma incisiva na frente deles e dançou. Alguns jogadores do Atlético chegaram para tirar satisfação, mas logo se solidarizaram com o atleta, que explicou o que estava acontecendo. O brasileiro Diego Costa foi quem o afastou do tumulto.

“Não sei se (torcedores) são racistas ou falta de respeito, mas esses gritos de macacos precisam acabar”, completou.