Jogadores da Espanha ameaçam greve se decreto que regula direitos de TV não for alterado

  • Por EFE
  • 06/05/2015 16h52
Neymar foi destaque na vitória do Barcelona sobre o PSG

A Associação de Jogadores de Futebol da Espanha (AFE) anunciou nesta quarta-feira (06) que estuda a possibilidade de fazer greve, caso não haja modificações no Real Decreto de Lei, que regula a venda centralizada dos direitos televisivos do campeonato do país.

A decisão foi tomada com concordância da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), e também ganhou apoio das entidades sindicais dos árbitros e técnicos. A intenção é pressionar o governo para que a regulamentação seja alterada em até dez dias.

O sindicato de jogadores considera que não se levou em conta a opinião dos profissionais do futebol para criarem o Real Decreto, que sequer puderam opinar se as partilhas de valores propostas para as divisões profissionais são justas.

A greve aconteceria no dia 17 deste mês, na disputa da penúltima rodada do Campeonato Espanhol, em que os jogos acontecerão em horário simultâneo. Um dos duelos será o confronto entre Atlético de Madrid e Barcelona.

Ontem, em entrevista coletiva concedida na prévia do jogo entre Barcelona e Bayern de Munique, o argentino Lionel Messi se pronunciou sobre o debate, e, um dia antes do anúncio da possível greve, garantiu que apoiava todas as decisões do da APE.