Jogadores do Corinthians preveem tragédia sem precedentes e apoiam greve

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2014 16h03
Torcida corintiana teve mais uma decepção em CampinasConfira as imagens da vitória da Ponte Preta sobre o Corinthians

Depois de três dias de silêncio, os jogadores do Corinthians finalmente se manifestaram sobre a invasão ocorrida no CT Joaquim Grava no último sábado. Em nota oficial divulgada pelo próprio clube nesta terça-feira, os atletas reforçaram o desejo de greve no próximo fim de semana, e esperam uma “tragédia sem precedentes” caso os episódios de violência de torcidas não sejam coibidos pelas autoridades. 

► Confira a tabela do Campeonato Paulista

“Estamos fartos com a irracionalidade e com os atos de violência impunes que envolvem inúmeras situações ligadas ao futebol. As cenas grotescas vividas neste último sábado por nós jogadores e por todos os funcionários do SCCP determinam que uma tragédia sem precedentes está prestes a ocorrer no ambiente de trabalho de qualquer clube de futebol profissional no país e nós não seremos coniventes com isso. É preciso dar um basta e unir uma força tarefa capaz de oferecer segurança aos profissionais e aos torcedores de bem”, diz a nota. 

“Sabemos que esta não é a primeira, mas deveria ser a última vez que marginais ligados às torcidas organizadas invadam propriedade privada, agridam jogadores e funcionários do clube e os ameacem com armas. Sabemos também que estes mesmos marginais, infiltrados nas torcidas de todo o país, provocaram mais de 90 % das brigas nos estádios nos últimos anos, causaram mortes e afastaram o público e suas famílias dos campos de futebol”, completam os atletas. 

A indgnação dos jogadores com o caso foi tamanha que a partida do último domingo contra a Ponte Preta ficou perto de ser cancelada, mas o compromisso foi mantido por pressão tanto da Federação Paulista quanto da emissora detentora dos direitos de transmissão do jogo. 

“Fracassamos por causa dos riscos contratuais do clube com os patrocinadores, com a Federação Paulista de Futebol, com a Rede Globo de Televisão e em respeito à verdadeira torcida corinthiana. Se isso não demonstrar o comprometimento deste grupo de atletas com o SCCP, não há mais nada a dizer”, argumenta a nota. 

Mas dificilmente tais pressões conseguirão evitar com que a rodada do Campeonato Paulista no próximo final de semana seja paralisada. Depois do Sindicato dos Atletas e o goleiro Roberto, da Ponte Preta, um dos líderes do Bom Senso FC, darem a entender que tal manifestação será feita, os próprios jogadores corintianos confirmam o ato. 

“Nós tornamos público o nosso apoio à iminente paralisação proposta pelo sindicato dos atletas profissionais do Estado de São Paulo para o fim de semana, visando melhorias nas condições de trabalho para os empregados de todos os clubes de futebol do país”, revela a nota. 

Por fim, os jogadores se colocam à disposição das autoridades para identificar todos os responsáveis pela invasão do CT, com o objetivo de evitar novas cenas de violência.