Jornal: Clubes que entrarem na Justiça Comum não ganharão cota de TV

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2014 10h17
SÃO PAULO,SP,14.12.2013:PROTESTO TORCIDA DA PORTUGUESA/AVENIDA PAULISTA - Torcedores da Portuguesa fazem protesto contra o possível rebaixamento da equipe para a Série B do Campeonato Brasileiro, na Avenida Paulista em São Paulo (SP), neste sábado (14). A equipe será julgada nesta segunda-feira, dia 16, caso seja punida perdendo pontos será rebaixada salvando assim o time carioca do Fluminense. (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress)Torcedores da Portuguesa protestam contra STJD na Avenida Paulista

Os clubes que entrarem na Justiça Comum contra as decisões do STJD não receberão as cotas de televisão que terão direito, essa é a base de um acordo firmado pelos clubes da Série A na última quinta-feira, informa o jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, o pacto foi selado durante a reunião que aprovou a tabela a do Campeonato Brasileiro deste ano. Ele foi aprovado pelos 20 clubes participantes da Série A, sem a Portuguesa, e deve virar um termo de compromisso para ser assinado por todos até o fim do mês. 

Esteve presente na reunião Marcelo Campos Pinto, principal executivo do núcleo de esportes da Globo, além de um representante da Portuguesa, que participou apenas como espectador devido a uma liminar judicial. 

Tal articulação foi motivada pela guerra de liminares que ameaçam o Brasileirão de 2014. Após perder 4 pontos no STJD, torcedores da Portuguesa começaram a entrar na Justiça Comum para anular a decisão, afirmando que ela infringe o Estatuto do Torcedor. 

No mesmo encontro a CBF anunciou que cassou todas as liminares que exigiam a presença da Portuguesa na Série A e divulgou a tabela do campeonato sem a equipe rubro-verde. Além dos times da Série A, todos as outras equipes que participarão de competições da CBF em 2014 devem assinar o termo de compromisso.