Jornal: TAS deve reduzir a punição de Luis Suárez em novo julgamento

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2014 12h46

Luiz Suárez chora muito após segundo gol uruguaio

Luiz Suárez chora muito após segundo gol uruguaio

A defesa do atacante Luis Suárez está cada vez mais convencida de que a sua punição por ter mordido o italiano Giorgio Chiellini durante a Copa do Mundo deve ser reduzida. De acordo com o jornal espanhol Marca, a sanção deve ser consideravelmente diminuída no próximo dia 8 de agosto, quando o caso será julgado no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

Segundo a publicação, os advogados acreditam que será permitido ao jogador treinar com o Barcelona enquanto o caso é julgado durante o mês de agosto, além disso, há a expectativa de que a punição seja reduzida. Os mais otimistas creem em até metade da pena.

A defesa do jogador trabalha com dois argumentos para absolver o jogador. O primeiro é que ele foi punido duas vezes pelo mesmo crime, já que ele não só cumprirá a pena em competições internacionais da Fifa como também em jogos de clubes. O outro é que os clubes que pagam o salário do jogador (Liverpool e agora o Barcelona) não podem ser punidos por um ato feito fora das equipes. O direito do jogador de exercer a sua profissão também deverá ser abordado.

O jogador foi proibido de exercer “qualquer atividade relacionada ao futebol” por quatro meses depois de morder Chiellini, inclusive se envolver em qualquer atividade com o clube em que atua. Isso não impediu o Barcelona de contratá-lo do Liverpool por 81 milhões de euros (cerca de R$ 245 milhões).