Jornal: Volêi brasileiro pode sofrer punição que ameaçaria medalhas no Rio 2016

  • Por Jovem Pan
  • 17/12/2014 13h06
Bernardinho comemora vitória do Brasil sobre Cuba no mundial de vôleiBernardinho comemora vitória do Brasil sobre Cuba no mundial de vôlei

O volêi é uma das maiores esperanças de medalhas para o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. O esporte pode ter sua preparação toda afetada por uma possível punição, que seria imposta pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB), de um ano fora de partidas internacionais, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Depois de anunciar punições ao técnico Bernardinho e alguns jogadores da Seleção Brasileira (por terem se envolvido em polêmicas no Mundial, realizado em setembro). Segundo a CBV, as punições foram uma retaliação às denúncias de corrupção do presidente da FIVB, o brasileiro Ary Graça.

Ainda de acordo com a publicação, em protesto diante da punição, a CBV anunciou que estava abandonando a organização da fase final da Liga Mundial. A FIVB garantiu que um processo disciplinar seria aberto caso a posição da confederação brasileira se mantivesse.

O diário a informação de que, de acordo com o artigo 15.5 do Código de Disciplina da FIVB, o “fracasso em organizar uma competição” resulta em quatro sanções. Uma delas seria a suspensão do Brasil em competições internacionais por “até um ano”. Fato que comprometeria toda a preparação e amaeaçaria as medalhas em quadro modalidades (volêi de quadra masculino, vôlei de praia masculino, volêi de quadra feminino e volêi de praia feminino).