Kaká volta ao São Paulo e diz não estar frustrado por não jogar a copa

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2014 13h31

Jogador mostra a camisa 8Kaká é apresentado à torcida pelo São Paulo

O jogador Kaká vai voltar a vestir a camisa do São Paulo Futebol Clube em 2014. A passagem será rápida, apenas seis meses, mas isso não impediu que cerca de 28 mil sãopaulinos, segundo o presidente Carlos Aidar, fossem ao estádio do Morumbi para receber o craque da camisa 8, revelado nas categorias de base do clube. De acordo com o próprio jogador, a volta ao tricolor e a festa na sua apresentação é emocionante.”É um dia muito especial pra mim, pessoalmente, pra minha carreira, e com certeza para todos aqueles que são sãopaulinos e torcem por mim”, disse o jogador.

Kaká falou ainda sobre a saída conturbada que teve há 11 anos, quando se despediu do time do Morumbi sob vaias e críticas da torcida. “De alguma forma, tudo ocorre para o bem. Então, a minha saída do São Paulo naquele momento, sendo criticado por parte da torcida, não por toda torcida sãopaulina, de certa forma fez com que eu aprendesse, crescesse e amadurecesse. (…) Eu acho que essa demonstração da torcida aqui hoje é um incentivo pra mim, demonstra que eles também (…) gostariam da minha volta”, contou.

Sobre a Seleção Brasileira, o jogador afirmou que não se sente frustrado por não estar disputando a Copa do Mundo, já que ele fez tudo que estava ao seu alcance para estar na lista do técnico Felipão, mas continua torcendo como todos os brasileiros para o título do Brasil.

“Desde a minha escolha de sair do Real Madrid e voltar para o Milan, porque eu acho que eu precisava recuperar a continuidade de jogo, eu precisava recuperar a minha alegria de jogar, e no Milan, nessa temporada, eu consegui tudo isso. (…) Isso fez com que eu trabalhasse e lutasse por uma vaga na Seleção. Não foi o que aconteceu, o Felipão fez outras escolhas e tudo bem. Por isso que eu não fico frustrado. (…) Espero que o Brasil seja campeão”, disse Kaká.

Apesar da duração curta do contrato, o São Paulo tentará prorrogar o vínculo com o camisa 8, caso o time do Morumbi consiga a classificação para a Taça Libertadores da América de 2015. Mas o jogador deu a entender que esse acordo é difícil devido ao investimento do Orlando nele próprio.

“Isso vai depender muito do final da temporada. Nesse momento, eu não consigo dar uma indicação em relação a isso. É um acordo que os clubes têm que fazer, acho que não é uma situação fácil também, o Orlando fez um investimento para que eu estivesse lá no começo da temporada”, afirmou.