Kardec e Calleri não marcam gols e saem derrotados quando atuam juntos

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2016 13h54

Indicado por Bauza(Rubens Chiri - SP) Indicado por Bauza

A dupla de ataque preferida da torcida do São Paulo no início da temporada não conseguiu demostrar eficiência até aqui. Testados juntos em três jogos por Edgardo Bauza, os dois ainda não marcaram gols e viram a equipe sair derrotada em todos as oportunidades.

O estilo de Kardec e Calleri parece não encaixar, ao menos essa é a impressão que ficou quando estiveram juntos em campo. Das partidas citadas, o pior embate fica por conta do revés ante o Strongest (BOL), pela Copa Libertadores. Calleri inicou no banco, substituiu Hudson no intervalo, quando o placar ainda marcava 0 a 0, mas viu o São Paulo perder a partida por 1 a 0. Contra a Ponte Preta, no Paulista, dia 27 de fevereiro, Kardec entrou no lugar de Wesley e não foi capaz de ajudar o time a reverter o placar de 1 a 0.

Contra o São Bernardo, neste sábado (05/03), Kardec e Calleri atuaram a partir dos 30 minutos da segunda etapa, quando o jogo estava 1 a 1 e o São Paulo tentava fugir da pressão dos visitantes. A parceria novamente não funcionou. Aos 31, o tricolor tomou a virada.

Apesar do tempo curto, o desempenho apresentado pelos atacantes dá a Patón parâmetro próximo do que ele já previa ao ouvir os pedidos para escalar a dupla. “Calleri é um típico centroavante. Um jogador que melhor se move pela área e os seus arredores, mas não é um jogador para ficar pelos lados. Ele pode jogar um pouco mais atrás, mas não se sente cômodo. Alan talvez tenha mais essas características, mas não é algo que pretendo utilizar desde o começo dos jogos”, comentou o treinador no começo do mês passado.