Kardec marca 1º gol no Morumbi, mas São Paulo só empata com Criciúma por 1 a 1

  • Por Jovem Pan
  • 02/08/2014 20h28

O São Paulo largou na frente Folhapress São Paulo fica no empate com Criciúma no Morumbi

Mais uma vez uma equipe catarinense ‘roubou’ pontos do São Paulo no Morumbi. Depois de perder para a Chapecoense por 1 a 0, há duas rodadas, o Tricolor mais uma vez tropeçou atuando em seus domínios e, na noite deste sábado (2), conseguiu largar na frente, mas não passou de um empate por 1 a 1 com o Criciúma. Alan Kardec marcou seu primeiro gol atuando no Morumbi com a camisa do São Paulo, mas não foi o suficiente para garantir o triunfo.

O gol são-paulino foi marcado logo depois de um momento bastante tenso, quando Alvaro Pereira bateu a cabeça no gramado e ficou desacordado. Mas o lateral conseguiu retornar ao jogo depois do susto e deu início a jogada do gol de Kardec, que saiu aos 28 minutos do segundo tempo. Pouco depois, aos 35, o Criciúma empatou com gol de Rodrigo Souza e garantiu a conquista de um ponto precioso fora de casa.

Com o resultado, o São Paulo chega aos 20 pontos conquistados em campanha de cinco vitórias, cinco empates e três derrotas, e desperdiça a chance de se aproximar do G-4. Já o Criciúma sobe para 12 pontos e permanece na parte de baixo da tabela.

O São Paulo volta a entrar em campo pelo Brasileirão no domingo (10), às 18h30 (de Brasília), quando o Tricolor mede forças com o Vitória, novamente no Morumbi. Um dia antes, no sábado (9), também às 18h30, o Criciúma recebe o líder Cruzeiro, no estádio Heriberto Hülse.

A partida – O primeiro tempo de partida no Morumbi foi bastante movimentado e as duas equipes tiveram chances de abrir o placar, mas foi o São Paulo que assustou mais. Aos 17 minutos, o Tricolor criou a primeira grande chance de gol do embate, quando Maicon cruzou da direita e Pato, no meio da área, finalizou, mas mandou para fora.

O Criciúma deu uma rápida resposta e, dois minutos mais tarde, Rafael encontrou Bruno Lopes livre na direita e o camisa 9 finalizou cruzado, exigindo grande defesa do goleiro Rogério Ceni.

Aos 32 minutos, novamente o São Paulo teve oportunidade de mudar o placar para 1 a 0. E de novo Pato não foi bem na hora de concluir. O camisa 11 fez jogada individual e bateu, mas Luiz defendeu. Na sequência do lance, Alexandre Pato tocou atrás para Maicon, que chegou batendo, mas viu o arremate pegar na zaga.

Com 35 minutos no cronômetro, Alvaro Pereira foi quem finalizou, mas o goleiro Luiz espalmou e evitou o gol são-paulino mais uma vez.

Antes do intervalo, o São Paulo criou uma chance em bonito lance, mas o gol teimava em não sair. Ganso deu um lançamento perfeito para Pato que, de dentro da área, pegou de tornozelo e facilitou a vida de Luiz, que só teve o trabalho de agarrar a bola. As duas equipes foram para os vestiários empatando sem gols.

O segundo tempo começou morno, mas foi o time da casa que chegou primeiro com mais perigo. Aos 14, Pato foi lançado no meio da zaga, partiu de cara para o gol, mas chutou mal, em cima do goleiro Luiz. Com 17 minutos, foi a vez de Ganso finalizar, mas Luiz fez nova intervenção.

Quando o relógio marcava 26 minutos do segundo tempo, todos presentes no Morumbi viveram momentos de tensão. Em lance no meio de campo, o lateral Alvaro Pereira acabou caindo de mal jeito e bateu a cabeça fortemente no chão. O jogador ficou caído desacordado, em um lance muito pesado. Apesar disso, tudo ficou bem e o atleta conseguiu retornar ao gramado.

No lance seguinte, Alvaro Pereira começou a jogada que deu origem ao gol. Mostrando a raça que o torcedor são-paulino tanto estava pedindo, o lateral uruguaio roubou a bola no campo de defesa, passou para Souza, que tocou para Ganso e o camisa 10, mostrando muita habilidade, deixou Alan Kardec na cara do gol. Ele só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro Luiz para fazer 1 a 0.

Não houve muito tempo para o torcedor são-paulino comemorar, já que, aos 35 minutos, o Criciúma aproveitou uma bobeada de Rogério Ceni e deixou tudo igual. Após cobrança de falta, o camisa 1 do Tricolor falhou e deu rebote para o meio da área e Rodrigo Souza só empurrou para o fundo do gol e fez 1 a 1.

Aos 37, Ademilson, que havia acabado de entrar no lugar de Pato, finalizou de canhota, mas mandou por cima do gol, levando algum perigo ao gol.

Nos minutos finais, o São Paulo jogou suas últimas fichas, mas o Criciúma soube controlar bem o jogo e saiu de campo com um ponto importante conquistado longe de casa. Vaias da torcida são-paulina no Morumbi.