Leco diz que Bauza aprova Lugano e vê São Paulo sem lideranças em 2016

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2015 13h25
Leco

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, voltou a falar sobre a possível contratação do zagueiro Diego Lugano. Nesta segunda-feira (21), em participação no programa Esporte em Discussão na Jovem Pan, o mandatário tricolor disse que vê com bons olhos a chegada do experiente uruguaio, e que o novo técnico, o argentino Edgardo Bauza, não se opõe à negociação.

“Depende do Bauza, mas já ouvi que ele não é contrário. Até porque uma colocação que ele fez ao Gustavo (Oliveira, dirigente que intermediou a contratação de Bauza) foi a questão da liderança. Saindo o Rogério, que lideranças tem o São Paulo? Tem lideranças em potencial, não em efetivo, que só se desenvolverão com o decorrer do tempo. Então, o Lugano cabe no São Paulo”, disse Leco.

Aos 35 anos, Lugano atualmente defende o Cerro Porteño, do Paraguai. Para o presidente tricolor, o zagueiro não tem mais o nível demonstrado na conquista da Libertadores e do Mundial de 2005, mas pode fazer bem à equipe mesmo sem entrar em campo.

“É uma análise que estamos fazendo e trará um resultado próximo. O São Paulo não está parado quanto a isso. O que o são-paulino exatamente quer não é o Lugano como jogador, no campo, mas como símbolo, como o homem que cobra que todos suem a camisa. E isso é muito bom”.

Leco também reforçou que a idolatria do jogador junto à torcida tricolor pesa bastante em uma possível contratação. “O Lugano é uma das maiores figuras da nossa história. É certamente um destaque. Não é o mesmo jogador de 10 anos atrás, mas ele mostrou outro dia o quanto é querido, preparado, e ainda é um jogador em atividade. É uma figura mítica na história do São Paulo. A torcida insiste que ele volte, e não estamos alheios a isso”, declarou.