Lenda do futebol e “ex-crítico” de Neymar, Johan Cruyff completa 68 anos

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2015 13h22

Cruyff diz que Holanda tem uma equipe muito jovem e que pode sentir a pressão

EFE Ídolo do Barcelona e da seleção holandesa

O maior craque da história do futebol holandês faz aniversário neste sábado, 25 de abril. Hendrik Johannes “Johan” Cruyff, considerado um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos, completa 68 anos de vida. Foi o comandante da Seleção da Holanda conhecida como Laranja Mecânica nas Copas de 1974 e 1978, vice-campeã nas duas ocasiões. 

Seus maiores títulos, entretanto, vieram pelos clubes no qual jogou: foi nove vezes campeão holandês por Ajax e Feyenoord, além de tricampeão da Liga dos Campeões pelo Ajax. Como treinador, colecionou diversos outros troféus, entre eles a Liga dos Campeões de 1991-1992 pelo Barcelona – posteriormente, a equipe foi derrotada pelo São Paulo de Telê Santana no Mundial de Clubes.

Hoje em dia, Cruyff ainda é influente no Barcelona, sobre o qual costuma dar seus pitacos. Neymar não escapou às avaliações da lenda: quando o brasileiro chegou à Catalunha, o holandês criticou sua contratação, principalmente por ter características parecidas com as de Messi. Entretanto, o entrosamento dos dois é tão bom que Cruyff teve de dar o braço a torcer, e chegou a declarar, recentemente, em entrevista ao jornal Sport: “Até um cego vê que ele é um grande jogador. Quem diz que Neymar não é bom não sabe o que está falando”.

Em seu perfil no Instagram, Romário fez uma homenagem ao holandês, que foi seu treinador no Barcelona na década de 1990. Para o Baixinho, Cruyff foi o melhor treinador de todos os tempos.

 

“Qualidade sem resultado é inútil. Resultado sem qualidade é entediante”, essa frase de #JohanCruyff resume um pouco da sua personalidade no #futebol. Não tive o prazer de jogar com ele, mas tive a sorte de tê-lo como treinador no #Barcelona. Nessa época, ele me desafiava muito e eu ganhava sempre. Na verdade, ganhávamos todos, porque o objetivo dele também era que eu ganhasse. Essa era uma das formas saudáveis que ele encontrava de tirar o melhor de mim. Seu diferencial era saber aproveitar o melhor de cada atleta. É claro que cada vitória era compensada. Durante aquele período, eu era o único jogador do Barcelona de fora da Europa, então, ele me concedia alguns dias a mais de folga para eu pudesse descansar em casa. No Brasil, seus feitos no futebol não ficaram muito conhecidos, o que é uma injustiça, até por ele não ter ganhado uma Copa. Mas em minha opinião, além dele ser o melhor treinador de todos os tempos, ele também está entre os 15 melhores jogadores da história do futebol. Ele ter sido um ótimo jogador fazia toda diferença na hora de treinar. Quando a gente errava no treino, ele dizia o que estava errado e fazia para mostrar a forma correta. E sempre foi excepcional. Parabéns, campeão! Saúde e paz!!! Descrição da Imagem #PraCegoVer: fotografia de Johan Cruyff jogando. Ele apoia o corpo com o pé esquerdo e dobra o pé direito em sinal de que vai chutar. Seus braços estão semiabertos, em sinal de equilíbrio. Ele olha pra baixo. Ele veste uniforme alaranjado, da Holanda. Ao lado da foto, está escrito “Parabéns! Gefeliciteerd! Congratulations! Johan Cruyff”.

Uma foto publicada por Romário Faria (@romariofaria) em