Lenda hóquei e membro do COI, Hayley Wickenheiser diz que posição sobre olimpíada é irresponsável

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2020 22h59
ReproduçãoHayley Wickenheiser é campeã olímpica e membro do COI

Para Hayley Wickenheiser, lenda do hóquei no gelo canadense, classificou como “irresponsável” a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de não adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Em postagens das redes sociais, a ex-atleta declarou ser voto vencido na entidade. “Pensei bastante nisso nos últimos dias e a minha posição mudou. Votei representando o desejo dos atletas e a minha ideia de protegê-los. Como membro do COI, médica e participante de seis Olimpíadas, classifico como uma irresponsável a decisão de hoje”, escreveu.

Para ela, seguir o calendário como se nada estivesse acontecendo é injusta para todas as partes envolvidas nos Jogos. “Dizer neste momento para que os atletas sigam em frente em suas preparações é uma injustiça não só para eles como para toda a população global”.

A grega Katerina Stefanidi, campeã mundial e olímpica no salto com vara, sambem demonstrou frustração com a decisão de manter o calendário. “Gostaria que tivessem uma preocupação maior com a nossa saúde, porque todos correm risco, inclusive nós atletas. Os estádios estão fechados. Amanhã talvez tenhamos uma permissão para entrar, mas como podemos treinar lá de forma segura tocando nos mesmos equipamentos e objetos usados por outras pessoas.”