Luiz Adriano deixa o Milan e chega à China para fechar com o Jiangsu Suning

  • Por Agência Estado
  • 18/01/2016 17h15
O brasileiro Luiz Adriano foi o destaque do Milan ao fazer corta-luz para gol de Ronda e anotar o segundo

Mais um jogador com potencial de defender a seleção brasileira optou por se esconder no futebol chinês. Nesta segunda-feira chegou a Nanjing o atacante Luiz Adriano, que se destacou na temporada passada pelo Shakhtar Donetsk e estava esquentando o banco de reservas do Milan. Ele vai defender o Jiangsu Suning.

Na primeira divisão da China desde 2009, o Suning atua no Estádio Olímpico de Najing, utilizado nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2004. No clube já joga o brasileiro Sammir, que fez carreira na Croácia e se naturalizou croata, disputando pelo país europeu a Copa do Mundo de 2014.

Para contar com Luiz Adriano, o Suning teria pago 14 milhões de euros, muito mais do que o Milan gastou para tirar o atacante do Shakhtar Donetsk no meio do ano passado: cerca de 8 milhões de euros. Isso depois de Luiz Adriano jogar apenas nove partidas como titular no San Siro e marcar apenas três gols – o que obviamente reduz seu valor de mercado.

Só nesta virada de temporada o futebol chinês já contratou Renato Augusto, Ralf (ambos no Beijing Guoan), Jadson e Luis Fabiano (ambos no Tianjin Quanjian, da segunda divisão, comandado por Luxemburgo).

Também estão por lá, entre outros, Ricardo Goulart, Elkeson, Paulinho, Alan (Guangzhou Evergrande, de Felipão), Jucilei, Diego Tardelli, Aloisio (Shandong Luneng, de Mano Menezes), Kléber (Beijing Guoan), Jael (Chongqing Lifan), Marcelo Moreno (Changchun Yatai) e Anselmo Ramon (Hangzhou), além de argentinos que brilharam no Brasil, como Conca, Montillo e Barcos.