Lyanco festeja estreia como titular e apoio das “Lyanquetes” no São Paulo

  • Por Lancepress
  • 03/09/2015 18h01
SÃO PAULO, SP - 03.09.2015: TREINO SPFC - Lyanco durante coletiva após treino do SPFC, realizada no CCT Barra Funda, na zona Oeste de São Paulo. (Foto: Maurício Rummens /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 989406O zagueiro tem se surpreendido com o assédio das fãs

Depois de mostrar animação com a estreia de Lyanco como titular da zaga do São Paulo diante do Joinville, a torcida do clube agora começa a conhecer um pouco mais sobre o defensor de apenas 18 anos. Nesta quinta-feira, o beque foi escalado para a primeira entrevista coletiva como profissional do Tricolor e precisou explicar a existência de um fã-clube que costuma visitá-lo na porta do CT da Barra Funda: as “Lyanquetes”.

“É legal essa fama. Estava conversando que é uma coisa estranha ver um monte de gente falar com você. Elas chegam aqui no CT no portão, dão palavras de carinho, de apoio… É bom para a carreira.  Tem o Pato que tem a fama com as meninas também, mas eu gosto mesmo é de jogar futebol. Elas chegam, ficam abraçando, não falam nada praticamente (risos). Depois mandam cartas, dão chocolates, pedem para mandar vídeo, beijo…”, contou o camisa 34.

Sobre o primeiro jogo como titular e zagueiro – entrou em duas partidas como volante -, Lyanco afirma ter ficado satisfeito com a atuação no empate em 0 a 0 com o JEC. Para a joia, o desempenho ao lado de Edson Silva, em dupla improvável no São Paulo, só dá mais motivação para o embate com o Internacional às 19h30 deste sábado no Morumbi, quando a parceria deve ser reeditada, mas com a presença de Rogério Ceni.

“Pessoalmente, o 0 a 0 foi bom para toda a linha defensiva. Felicidade imensa de poder jogar com ele, algo que todos querem. Agradeço a oportunidade, o Osorio, por ter confiado em mim. Venho trabalhando forte nos treinos para aproveitar as chances como aconteceu. Bate aquela ansiedade de jogar em casa com torcida, diante do Inter, mas tenho uma cabeça boa, fico tranquilo. Não é difícil e amo jogar futebol. Não é um bicho de sete cabeças”, declarou.

Veja mais respostas de Lyanco no CT da Barra Funda:

Empate em Santa Catarina

Não foi o que queríamos, mas o Joinville saiu para jogar, é forte em casa. Não foi um resultado tão bom, mas também não foi tão ruim.

Ganhar chances com o time enfraquecido

Eu tive essa oportunidade devido aos desfalques. Seria bom para todos, mas foi por isso também que eu pude estrear como titular e aproveitar as oportunidades. 

Duelo com o Internacional

Independente do resultado contra o Joinville, estamos focados no Brasileirão. Depois do jogo já tivemos uma conversa e sabemos que será difícil, mas temos totais condições de sair com a vitória.