Mais velho que novo técnico, Magrão admite desconforto com saída de Oswaldo

  • Por Jovem Pan
  • 20/10/2016 15h43

Magrão tem 39 anos. O novo técnico do Sport Williams Aguiar/Sport Club do Recife/Divulgação Magrão tem 39 anos. O novo técnico do Sport

A saída de Oswaldo de Oliveira para o Corinthians em plena reta final do Campeonato Brasileiro provocou, sim, certo desconforto no elenco do Sport. Foi isto, pelo menos, o que indicou o experiente goleiro Magrão em entrevista exclusiva à Rádio Jovem Pan. Durante conversa com o repórter Zeca Cardoso, o arqueiro deixou claro que entende a decisão do treinador, mas admitiu chateação pela saída do comandante antes do término da competição nacional – o Sport ocupa a 14ª posição e está a apenas dois pontos da zona de rebaixamento. 

Segundo o goleiro, Oswaldo só comunicou a decisão ao elenco poucos dias antes de ser apresentado no Corinthians. “Ele conversou com a gente lá em Chapecó, quando a contratação já havia sido definida... Chamou os jogadores na concentração e falou que sairia, que tinha recebido uma proposta irrecusável. A gente não esperava que ele fosse sair. Para ele, foi melhor, mas pegou a gente um pouco de calças curtas. São coisas que acontecem no futebol. Temos que levantar a cabeça e seguir em frente“, afirmou Magrão. 

O ídolo rubro-negro, no entanto, compreende a atitude de Oswaldo. O técnico tinha contrato com o Sport até o fim do ano e não havia sido procurado pela diretoria para renovar – o Sport vai eleger novo presidente em dezembro e não quer escolher um técnico para 2017 antes do resultado do pleito. Para Magrão, Oswaldo não sentiu segurança e, por isso, optou por sair ainda em 2016.

É difícil... A gente sabe que, quando um técnico perde algumas partidas seguidas, é mandado embora. Então, quando tem a possibilidade de concretizar algo que ele considera melhor, precisa aproveitar… Ele viu que seria uma coisa muito melhor para ele. É claro que ficamos um pouco chateados, mas também vemos o lado do profissional. Desejamos toda a sorte do mundo para ele“, contemporizou.

Agora, Magrão será comandado por Daniel Paulista até o fim do ano. Além de auxiliar, o novo técnico do Sport já foi jogador do clube rubro-negro e, inclusive, atuou ao lado do goleiro na equipe pernambucana – Daniel Paulista tem 34 anos, e Magrão, 39. A curiosa situação anima o experiente jogador, que tem até passado por momentos embaraçosos com o novo “professor”. 

“Tive o prazer de jogar com o Daniel Paulista aqui no Sport. E, agora, mesmo sendo mais novo, ele é autoridade, né? Chega até a ser engraçado, porque, muitas vezes, ainda acho que ele é um companheiro de equipe ou o auxiliar técnico”, revelou, antes de rasgar elogios ao amigo. “O Daniel é um cara que conversa bastante, tem a opinião dele... É bom ver um colega que jogou comigo recentemente em uma nova função. Vou fazer de tudo para ajudá-lo“, finalizou.