Mano acredita em reação corintiana e diz não pensar em eventual demissão

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2014 07h35
Técnico corintiano lamenta desempenho do time durante a partida realizada na ArenaCorinthians cai para Atlético-PR na Arena da Baixada

Mano Menezes não teme perder o emprego mesmo diante da insatisfação da torcida corintiana com o seu trabalho. Depois do revés alvinegro diante do Atlético-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada, o Corinthians estacionou nos 40 pontos e ocupa agora o sétimo lugar na tabela do Campeonato Brasileiro. Apesar disso, o técnico disse acreditar em uma reação da equipe na temporada e garantiu não temer pelo seu cargo, mesmo diante de um insucesso no Copa do Brasil ante ao Atlético-MG, pelas quartas de final. 

Mesmo fora do G-4 e sem vencer há duas rodadas no torneio, Mano Menezes parece não estar insatisfeito com o rendimento de sua equipe. O treinador lamentou apenas a falta de efetividade de seu setor ofensivo. “Se eu não acreditasse nisso [em uma reação do time], eu certamente não ficaria como treinador, porque tenho responsabilidades. Penso que o Corinthians jogou melhor que o Atlético. No primeiro tempo foi imensamente superior ao Atlético. Controlou todo o jogo. Vocês estavam aí e viram. O torcedor do Atlético estava vaiando a equipe porque o Corinthians estava taticamente muito melhor, mas com o seu defeito: concluindo pouco. Quando se joga melhor, como jogamos, você tem de criar oportunidades. E só criando e concluindo bem que podemos chegar a marcação do nosso gol. Esse jogo é completamente diferente do de quarta-feira passada. Jogamos bem como equipe hoje. O que nos faltou mesmo foi a criação com mais qualidade, e a definição dessa criação, traduzindo em chances de gol”, avaliou o técnico.

O técnico gaúcho pediu maturidade ao seu elenco e negou que seja o momento de priorizar a Copa do Brasil e deixar de lado o torneio de pontos corridos. “Todas as equipes, talvez o Cruzeiro não, passaram por esse momento que estamos passando. Ficar sem pontuar na proporção que precisava pontuar três ou quatro rodadas. Precisamos ter a cabeça no lugar e a maturidade para saber conduzir nesse momento. Logo na frente vamos voltar a vencer. Espero que no sábado pelo Campeonato Brasileiro. É isso que precisamos. Não temos de ficar pensando muito para frente. É uma competição que exige foco, cabeça no lugar. Vamos sair daqui, pensar na Copa do Brasil na quarta-feira, estamos nas quartas de final, temos um grande adversário pela frente. Vamos tentar fazer um jogo que nos dê condições. Não existe a necessidade de priorizar”. Na quarta-feira (01), o Corinthians encara o Atlético-MG pela Copa do Brasil; no Sábado (04), o Timão recebe o Sport: ambos na Arena.

Questionado se uma eliminação diante dos mineiros na Copa do Brasileiro poderia lhe custar o cargo, Mano Menzes garantiu não estar temendo esse quadro. “Sinceramente não estou pensando nisso [em uma possível demissão]. Acho que todas as equipes passaram por essas dificuldades que estamos passando no Campeonato Brasileiro. Quem tem calma e cabeça no lugar se recupera, passa a dificuldade do momento e cresce logo na frente. É o que temos de fazer nessa hora. Sabendo que as equipes abriram três pontos da gente. Temos de voltar a pontuar diante do Sport para começar a recuperar essa situação”, declarou. 

Na visão do treinador, o momento é de foco no trabalho para reverter a situação incômoda. “A pressão existe em todos os clubes. Quando você não vence no clube grande, não fica no lugar onde acha que deve estar, nenhum técnico fica confortável, porque a gente não gosta de perder. Os atletas também não estão confortáveis. Isso exige mudança de atitudes nossas. Não adianta ir para a casa chorar, não adianta reclamar da vida, de desfalque, da seleção, de ninguém. Temos de resolver nossos problemas, como temos capacidade de fazer. Falar pouco e deixar quem tem de falar, falar bastante”, finalizou.