Mano diz que não classificação veio pela série negativa e desconfia de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2014 08h00
durante a partida entre Penapolense/SP x Corinthians/SP, realizada esta tarde no Estadio Tenente Carrico, valida pela 14a. rodada do Campeonato Paulista de 2014. Juiz: Vinicius Goncalves Dias Araujo - Penapolis/Sao Paulo/Brasil - 16/03/2014. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. CorinthiansMano lamenta eliminação precoce no Paulistão

Com 21 pontos, o Corinthians não tem mais chances de encostar no Ituano, e ficou fora da segunda fase do Campeonato Paulista. A definição veio no empate em 0 a 0 com o Penapolense, mas Mano Menezes fez questão de ressaltar que a não classificação não ocorreu nesta partida. “Tivemos uma série de seis jogos sem vitória, quatro derrotas consecutivas e depois uma recuperação espetacular. O perde e ganha do clássico e o empate hoje, sendo que muitos clubes sofreram mais do que a gente aqui estão dentro da normalidade. Anormal é o jejum de vitórias”.

► Confira a tabela do Campeonato Paulista

Eximindo-se de culpa, o treinador destacou que o baixo rendimento do Corinthians vinha de tempos, e que ele chegou com a responsabilidade de mudar, algo que muitos não quiseram: “O que encontrei no Corinthians era uma consciência muito grande do que tinha que ser feito, mas ninguém queria colocar a mão na massa pra arcar com o ônus. É antipático, desgasta, cria fantasmas, pessoas não querem fazer isso”.

Ele explicou que, assim que chegou, conversou com a diretoria e decidiram dar um tempo, um período para recuperação do grupo como forma de “respeito aos jogadores e a trajetória significativa e vitoriosa que haviam construído”. Sem resultados, começou então a reestruturação e as mudanças.

Após o caso da invasão ao CT Joaquim Grava em 1º de fevereiro, na qual Mano chegou a intervir e conversar com alguns dos torcedores, ele garantiu que o torcedor é inteligente, e não teme manifestações. “O Corinthians foi campeão ano passou e nem foram na quadra comemorar, então o Paulistão não deve ser tão importante”.

Com mais tempo para treinar até o início do Campeonato Brasileiro, Mano disse que é necessário pegar o outro lado da moeda e fazer ficar positivo. Para cumprir tabela, o Timão ainda recebe o Atlético Sorocaba no próximo domingo, mas antes disso fará a estreia na copa do Brasil nesta quarta-feira, contra o Bahia de Feira de Santana.

Alfinetando o rival São Paulo, que perdeu para o Ituano – com quem o Corinthians lutava diretamente por uma vaga nas quartas-de-final, Mano foi categórico. “Cada um sabe que consciência coloca no travesseiro para dormir. No futebol tudo é possível, e a gente tá aí. Os deuses do futebol estão lá em cima e eles sabem conduzir bem o comportamento de cada um quando a bola rolar lá na frente. Então vamos esperar e ver o que os deuses vão fazer lá na frente”.