Mano elogia Petros e nega pressão por novo teste na Arena Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2014 08h03
durante a partida Corinthians/SP x Cruzeiro/MG, realizada esta noite no Estadio do Caninde, valida pela 8a. rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. Juiz: Dewson Fernando Silva - Sao Paulo/Brasil - 28/05/2014. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. CorinthiansMano celebra boa atuação de Petros em vitória sobre o Cruzeiro

Após ver o Corinthians bater o líder do campeonato e chegar à segunda vitória consecutiva, o técnico Mano Menezes elogiou o bom desempenho da equipe e destacou a boa atuação do contestado Petrus. O treinador ressaltou que “não está tudo maravilhoso”, mas celebrou que a “semana frustrante” tenha ficado para trás. Agora o Timão se prepara para o último jogo antes da parada da Copa diante do Botafogo, na Arena Corinthians. Mesmo tendo saído derrotado em sua estreia oficial de seu novo estádio, Mano garantiu que seu grupo não chegará pressionado para o duelo diante dos cariocas.

Antes de bater o Sport, o Corinthians vinha de três jogos sem vitória. Agora, tendo superado os pernambucanos e os líderes do torneio, Mano admitiu a importância da sequência positiva. “O resultado é muito importante na análise do nosso trabalho e na confiança que os jogadores sentem. Pode estar tudo certo e coerente, mas se o resultado não vem, não é o suficiente. Não está tudo maravilhoso, sabemos disso, mas é óbvio que a semana frustrante passou e deu lugar a uma esperança de que, realmente, nós possamos com a continuidade da competição pensar em algo maior”, disse.

O treinador corintiano justificou a manutenção da escalação com Petrus no meio e Romarinho no ataque ao lado de Paolo Guerrero, autor do gol do triunfo sobre os cruzeirenses. “Sempre falo que você pode ter ideia e, às vezes, até preferências, mas você não pode contrariar o jogo. O que os jogadores querem na relação do seu técnico é que as decisões contemplem com justiça aquilo que o jogo mostra. Eu falei que ia repetir a equipe porque o que eu tinha visto domingo, em Recife, me mostrava que a escolha tinha que ser nessa linha. Isso independe de qualquer pressão externa, já tenho experiência suficiente para lidar com isso”, garantiu.

Sobre a boa atuação de Petrus, Mano citou um velho aliado, que fez sucesso na passagem anterior do técnico no Timão. “Petros tem me lembrado o Jorge Henrique. Escolhíamos o lado que o latera apoiava mais e ele sabia que ia sobrar como função tática trabalhar naquele lado. Não adianta eu dar essa tarefa para um jogador que não possa executar”. O treinador deixou claro que conhecia bem o potencial do atleta, contratado junto ao Penapolense, após o final do Campeonato Paulista. “É muito comum encontrar um jogador que não tem tanta valorização em um primeiro momento, mas chega e se afirma. É importante entender aquilo que você pode dar. Na primeira entrevista do Petros, eu fui muito claro ao dizer que tipo de jogador ele era e o que esperávamos dele. Ele está sendo isso, na sua plenitude”, acrescento 

Antes de o Campeonato Brasileiro devido à Copa do Mundo, o Corinthians terá uma nova chance de jogar em seu novo estádio e conquistar a vitória que não veio diante do Figueirense. O comandante corintiano garantiu que seu grupo não entrará pressionado para enfrentar o Botafogo. “Não tem pressão. A Arena não é o nosso problema, nós temos que saber que o campeonato é duro e que às vezes você tropeça, quando tropeçamos diante do Figueirense [na estreia oficial do estádio]. O futebol te ensina a ser humilde e se não vencemos é porque não fizemos bem feito o que podíamos fazer”, finalizou.