Mano Menezes descarta pedir demissão e assume culpa por eliminação

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2014 12h25

Torcida protestará no CT nesta sexta contra a continuidade de Mano no comando

Mano descarta pedir demissão e assume culpa por eliminação

Em entrevista coletiva realizada no início da tarde desta sexta-feira, no CT Dr. Joaquim Grava, o técnico Mano Menezes afirmou que não pedirá demissão do Corinthians, mas que aceitaria a decisão do presidente Mario Gobbi. O contestado treinador ainda assumiu toda a responsabilidade pela eliminação da Copa do Brail frente ao Atlético-MG.

“Eu comuniquei o presidente que, da minha parte, não vou abandonar. Em função do acontecido, disse que ele ficasse à vontade. Assim que trabalho nessas situações. Conversamos muito com os jogadores, analisamos cada episódio, o importante é que temos confiança mútua para continuar”, informou.

Mano lembrou que só pediu para deixar um clube uma vez em toda a sua carreira (em setembro de 2013, ficando apenas três meses no cargo) e deixou a decisão nas mãos da diretoria no fim da temporada.

“Eu só pedi demissão uma vez na vida e foi em caráter excepcional. Não sou disso. Não vou fugir da responsabilidade. No mínimo até o final do ano. A decisão cabe a eles. O presidente me passou a posição do clube, eu deixei ele à vontade. Somos amigos, não compadres. Eu trabalho dessa forma”, explicou.

Após assumir toda a culpa pela eliminação da última quarta-feira, o gaúcho garantiu que todos estão trabalhando para que haja dias melhores.

“Acho que a cobrança é proporcional ao que aconteceu na quarta-feira. Não podemos achar que vai perder de 4 a 1 na situação que perdemos e que o torcedor não vai protestar. Quando ele protesta, escolhe aqueles que ele acha que tem mais responsabilidade pelo que aconteceu. E eu tenho mesmo, bastante responsabilidade, assumo ela. Estamos trabalhando para dias melhores”, concluiu.