Maradona entrará com processo contra uso de sobrenome em série de TV

  • Por Agencia EFE
  • 30/01/2014 14h16

"Os empresários têm medo de mim"Maradona em evento organizado por jornal na Itália

Diego Armando Maradona anunciou nesta quinta-feira, através de seu advogado que entrará na justiça para tentar impedir a continuidade da exibição da série de televisão “Gomorra”, do canal “Sky Italia”, por ter colocado seu sobrenome em um dos protagonistas do programa, mais precisamente um assassino.

Segundo comunicado divulgado por Angelo Pisani, o ex-jogador argentino ainda cobrará dos produtores uma indenização de 10 milhões de euros (R$ 32,8 milhões), que serão destinados a instituições de caridades.

Os principais motivos que levam Maradona a processar os criadores da série são os “danos produzidos pela utilização arbitrária e ilegítima de seu nome, assim como pelo ataque a sua notoriedade, obtida por méritos esportivos”.

A série “Gomorra” segue a linha narrativa do livro com título homônimo do escritor e jornalista italiano Roberto Saviano, cuja trama gira em torno de sua infiltração na máfia napolitana, a Camorra.

O personagem da série que recebe o apelido de Maradona é, segundo o advogado do ex-craque, “um assassino, um criminoso, um personagem absolutamente negativo que deve ser condenado”.

“Se os produtores e os atores querem usar um sobrenome para colocar em um assassino, poderiam utilizar o seu próprio, mas nunca o Maradona, que para os esportistas é uma referência e um mito positivo”, completa o texto divulgado pelo advogado.