Marcelo Fernandes admite partida ruim e culpa cansaço por derrota santista

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2015 08h00

Técnico Marcelo Fernandes pediu trabalho pesado antes do Campeonato Brasileiro

Ivan Storti/Santos FC Marcelo Fernandes

A derrota do Santos por 2 a 1 para o Sport na noite da última quarta-feira (20), na Ilha do Retiro, tem uma explicação: o cansaço. Segundo o treinador Marcelo Fernandes, os jogadores santistas sentiram o desgaste provocado pela viagem e pela sequência de jogos, e o clube pernambucano mereceu sair com a vitória na primeira partida da terceira fase da Copa do Brasil.

“O Santos teve alguns jogadores que sentiram sim a partida, o campo é grande, a viagem também. A partida de domingo foi muito intensa. A equipe hoje não se portou bem. Realmente alguns jogadores estavam abaixo do normal por causa do cansaço, mas era partida importante e a gente precisava vir. O Sport jogou uma grande partida, aproveitou as chances que teve, nós não aproveitamos as nossas e o 2 a 1 foi um placar justo”, disse Marcelo Fernandes.

O técnico do alvinegro destacou que o Sport soube anular os pontos fortes do Peixe, que não conseguiu criar muito e saiu derrotado: “o Sport congestionou a área do Lucas Lima na entrada da área, ficamos com o Renato e o Elano por trás e realmente deram poucas chances para a gente dar enfiadas de bola para o Geuvanio, Gabriel, Crispim e Robinho. Tem que ter paciência, todos correram, mas alguns sentiram o ritmo do jogo, da viagem”, afirmou.

Apesar do revés, o comandante santista mostrou confiança para reverter o resultado na partida de volta: “foi só a primeira parte, o Sport é uma grande equipe e temos que ter calma para reverter na Vila Belmiro”, disse. “Não tem nada perdido. Fizemos um gol fora de casa e temos totais condições de conseguir essa classificação. Em Santos, certamente temos condições de mudar isso”, completou.

Santos e Sport fazem a partida de volta dia em julho (sem data confirmada), na Vila Belmiro. Vitória por 1 a 0 dá a classificação ao Peixe. Caso tome gol, o Santos precisará fazer dois gols de diferença para seguir na competição.