Marcelo Fernandes elogia atuação santista, mas foca agora na Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 12/04/2015 19h01
SANTOS, SP, 12.04.2014: SANTOS-XV - Marcelo Fernandes na partida entre Santos FC X XV de Piracicaba, neste domingo (12) na Vila Belmiro em Santos (72 km de São Paulo), válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista. (Foto: Guilherme Dionizio/Folhapress) Folhapress Santos derrota o XV de Piracicaba por 3 a 0 e avança

Depois do triunfo do Santos sobre o XV de Piracicaba, pelo placar de 3 a 0, em jogo que garantiu a classificação santista para as semifinais do Campeonato Paulista, o técnico Marcelo Fernandes falou sobre a atuação de sua equipe na Vila Belmiro e, em termos gerais, o comandante gostou da apresentação.

“Sabíamos que ia ser um jogo difícil, mas fizemos uma boa partida. Tivemos um pouco de ansiedade na troca de passes, mas acho que a equipe se portou muito bem e o placar foi justíssimo”, declarou o treinador.

Sobre a lesão de Robinho, que saiu no segundo tempo com dores musculares, Marcelo não deu maiores informações. “O Robinho sentiu um incômodo e a gente vai avaliar nesta semana”, disse.

Antes de encarar o São Paulo nas semifinais do Paulistão, o Santos tem compromisso contra o Londrina, em jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil, e o técnico frisa que o time precisa pensar neste confronto antes de tudo.

“Agora é hora de semifinal, mas antes disso temos um compromisso na Copa do Brasil, contra o Londrina. A equipe tem que fazer o máximo para evitar dar detalhes para o adversário. Temos um jogo importantíssimo nesta quarta”, observou o treinador, antes de falar sobre possíveis jogadores poupados. “Vai depender dos exames (poupar). O tempo é muito curto de recuperação. A gente vai ver se tem alguma possibilidade de ter lesão. Somos sabedores de que é um jogo muito difícil. É um adversário difícil e não podemos bobear na Copa do Brasil”, prosseguiu.

Depois da boa atuação de Lucas Lima, Marcelo Fernandes foi questionado se o meio-campista merece ser convocado para a Seleção Brasileira, mas desconversou.

“Lucas Lima está trabalhando. O grupo está de parabéns, está fechado e focado. O Lucas Lima é um meia com muita vontade, muita técnica. O Dunga, como observador que é, deve estar observando o Lucas Lima e logo menos ele deve ter uma chance”, pontuou.

Por fim, o treinador descartou favoritismo contra o São Paulo, na busca por uma vaga na decisão do estadual, mas exaltou a importância de jogar na Vila Belmiro o duelo decisivo.

“O jogo é na Vila Belmiro. Acho que o Santos, por jogar na sua casa, tem uma vantagem. O mais importante é que o torcedor venha e ajude a nossa equipe. Temos que prestar atenção para não dar brecha ao adversário”, finalizou.