Marcelo Fernandes se inspira em Muricy para “ter o grupo na mão”

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2015 18h44
Com 43 anos

Até poucos dias atrás, Marcelo Fernandes era um desconhecido auxiliar técnico no Santos. Com a demissão de Enderson Moreira veio a chance de comandar a equipe de forma interina diante do Botafogo-SP, enquanto a diretoria tentava acertar a contratação de Dorival Junior ou Vagner Mancini. Mas tudo mudou para o treinador: efetivado após a vitória sobre o Palmeiras, Marcelo agora fala como comandante do time e revela sua principal inspiração nessa nova etapa.

“Eu gostaria de ter 10% do caráter e da ética do Muricy. Vejo muito nele o comando do grupo. É fácil só dar coletes a 11 titulares e sete reservas.O Muricy Ramalho tem esse dom de ter o grupo na mão, todos adoram ele. Tem que seguir quem é bom, como o Muricy e o Oswaldo de Oliveira”, declarou o santista.

Aos 43 anos, Marcelo Fernandes se mostra empolgado com a chance – mas não só ele. “Avisei minha mãe. Ela ficou muito feliz, vocês não tem noção”, contou. Entretanto, isso não significará dificuldades na hora de fazer seu trabalho. “Como auxiliar, eu fazia o trabalho de quando o treinador não queria falar diretamente. Sou bastante de cobrar. Na linha de frente, não vai ter trabalho”.

O novo treinador começa o trabalho em bom situação. As duas vitórias sob seu comando mantiveram o Peixe invicto na temporada. São sete vitórias e dois empates em nove jogos, todos pelo Campeonato Paulista, torneio cujo Grupo 1 o time lidera com 23 pontos. No sábado (14), o duelo é diante do Linense, fora de casa, às 18h30.