Marlone celebra sequência com Cristóvão e fica “até sem graça” com carinho da Fiel

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2016 17h39

Em boa faseEm boa fase

Vinte e dois de agosto de 2016: com desvantagem de 1 a 0 no placar, Marlone sai do banco no início do segundo tempo e, cinco minutos mais tarde, faz um golaço na Arena Corinthians. Pouco tempo depois, recebe na entrada da grande área, aciona Uendel, e o lateral-esquerdo cruza na medida para Marquinhos Gabriel virar o marcador. Corinthians dois, Vitória, um. 

Quase 30 dias se passaram desde aquela importante, e suada, vitória alvinegra pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. De lá para cá, porém, Marlone não precisou mais sair do banco de reservas. Em cinco jogos, foi titular cinco vezes. E o melhor: tem conseguido aproveitar as oportunidades que, depois de tanta resistência, foram-lhe enfim proporcionadas pelo técnico Cristóvão Borges.  

Hoje titular absoluto do lado direito corintiano, o principal reforço preto e branco para a temporada vive o seu melhor momento com a camisa alvinegra. Nos últimos três jogos, fez dois gols e distribuiu duas assistências. O bom desempenho, de acordo com o próprio Marlone, tem a ver com a sequência que ele finalmente emplacou entre os onze iniciais do atual campeão brasileiro. 

Essa sequência ajuda muito. Não só eu, mas qualquer jogador pensa assim. Me sinto feliz por estar conseguindo agarrar as oportunidades. Espero evoluir ainda mais para ajudar o Corinthians“, afirmou o jogador de 24 anos, em entrevista exclusiva a André Ranieri que vai ao ar no próximo Plantão de Sábado, na Rádio Jovem Pan.

A excelente fase é fruto de muito trabalho, é verdade, mas também de muita confiança – principalmente das arquibancadas. Quando era reserva, Marlone tinha o nome constantemente gritado pela torcida corintiana, que não entendia por que o ex-meia-atacante do Sport era inutilizado por Cristóvão Borges. Até mesmo a permanência do jogador no clube chegou a ser colocada em xeque por alguns dias – o que deixa o atual momento ainda mais saboroso.  

Marlone não consegue nem segurar a timidez ao comentar sobre o carinho dos torcedores alvinegros. “Eu fico até meio sem graça de falar sobre isso”, admitiu. “Que bom que eu estou aproveitando estas oportunidades e evoluindo com a camisa do Corinthians. Isso é muito gratificante para mim”, acrescentou. 

A gratidão é tanta, que Marlone sequer cogita relativizar o apoio da Fiel na atual edição do Campeonato Brasileiro. Cristóvão Borges não tem agradado à maior parte dos torcedores corintianos, mas o meia-atacante faz questão de garantir que o time segue em plena sintonia com as arquibancadas.  

“A torcida sempre esteve presente. Antes de eu chegar ao Corinthians, eu já acompanha pela TV e era assimEla não deixou de nos apoiar em nenhum momento”, afirmou Marlone, que estará em campo neste sábado, às 16h (de Brasília), no clássico contra o Palmeiras, em Itaquera. O jogo será válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.