McLaren confirma retorno de Fernando Alonso no GP da Malásia

  • Por Agência EFE
  • 23/03/2015 12h55

O espanhol Fernando Alonso vai retornar às pistas no GP da Malásia

Fernando Alonso

A McLaren confirmou nesta segunda-feira que o piloto espanhol Fernando Alonso, que se acidentou durante os treinos de pré-temporada e não disputou o Grande Prêmio da Austrália, voltará às pistas na segunda prova do ano, na Malásia, neste fim de semana.

“A McLaren-Honda tem o prazer de anunciar, às custas da avaliação médica definitiva da FIA na próxima quinta-feira 25, no circuito de Sepang, que Fernando Alonso voltará a pilotar seu MP430 no Grande Prêmio da Malásia, neste fim de semana”, informou a escuderia britânica em comunicado.

A equipe lembra que desde o acidente em Barcelona “Fernando seguiu um rigoroso e especializado programa de treino, planejado e monitorado de perto pelos melhores cientistas esportivos para garantir sua segurança e seu oportuno retorno às corridas”.

Na semana passada, Alonso trabalhou junto aos engenheiros e praticou com o simulador no Centro de Tecnologia da McLaren para ficar em dia com as novidades do chassi e a unidade de potência do MP4-30.

“Como parte desse processo, Alonso esteve com seus engenheiros falando sobre o acidente e analisando os dados, que foram compartilhados com a FIA”, disse a escuderia.

De acordo com a McLaren, não havia “nada evidente nos dados da telemetria do carro, nem nada de anormal nas reconstituições ou no teste de laboratório. Fernando lembra de uma direção pesada antes do acidente, e devido a isso a equipe incorporou ao carro um sensor adicional para aumentar a captação de dados”.

“Fernando quer voltar ao carro e fazer uma contribuição substancial aos nossos esforços coletivos com a Honda para acelerar o progresso necessário em nosso rendimento nas pistas”, conclui o comunicado.

Alonso foi submetido a exames médicos na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, no domingo. A última avaliação será na quinta-feira, já no circuito de Sepang.

Um dos exames será realizado sob a supervisão do delegado médico da FIA, o francês Jean-Charles Piette. O outro será um teste de evacuação da carroceria do carro.

Nesse último, o piloto, equipado com a vestimenta completa de competição, precisa mostrar que consegue se livrar do cinto de segurança, retirar o volante em cinco segundos, sair do carro e colocar o volante de volta. Tudo isso em dez segundos.

Fernando Alonso não pôde competir na primeira prova de 2015, disputada em Melbourne, por recomendação médica após o acidente sofrido no circuito de Barcelona no dia 22 de fevereiro.

Embora o piloto estivesse em perfeitas condições, como explicou a McLaren, foi aconselhado a não participar pelo que uma nova concussão poderia acarretar. Em Melbourne, o espanhol foi substituído pelo dinamarquês Kevin Magnussen, que teve que abandonar a prova por problemas mecânicos.