“Médico e Monstro” do futebol europeu, Juventus tenta 1ª vitória no Italiano

  • Por Agencia EFE
  • 18/09/2015 01h00

Roma, 17 set (EFE).- No romance de Robert Louis Stevenson, “O Estranho Caso de Doutor Jekyll e Mister Hyde”, o médico é atormentado por conviver com o lado monstro, após beber fórmula secreta, que talvez tenha sido dividida com a Juventus, que mostra a faceta virtuosa na Liga dos Campeões da Europa, enquanto vai mal no Campeonato Italiano.

Em três compromissos na competição nacional, os atuais tetracampeões não sabem o que é vencer, tendo perdido para Udinese e Roma, e empatado com o Chievo. Na partida contra a equipe de Verona, a derrota foi evitada graças a gol de pênalti do argentino Paulo Dybala, aos 38 minutos do segundo tempo.

Na terça-feira, sem os efeitos da fórmula secreta, o Doutor Jekyll, ou melhor, a Juventus, superou o Manchester City, em pleno Etihad Stadium, por 2 a 1, na abertura do grupo D da Champions. A espetacular virada foi construída com gols do croata Mario Mandzukic e do espanhol Álvaro Morata, que ainda estão zerados na artilharia do Italiano.

Rival do time de Alex Sandro e Hernanes, o Genoa faz campanha irregular na competição, ocupando a 11ª colocação com três pontos. Na única vez em que atuou em casa, como irá acontecer neste domingo, a equipe bateu o Verona por 2 a 0. Autores dos gols daquela vitória, na segunda rodada, o togolês Serge Gakpé e o italiano Leonardo Pavoletti não atuarão.

Na contramão da Juve, a Inter de Milão, que fracassou nas últimas temporadas, venceu as três primeiras, algo que não acontecia desde 2002. Porém, chegar à “quadra” será uma missão difícil, já que a equipe irá a Verona no domingo encarar o Chievo, também invicto, com sete pontos.

Mais uma vez, Roberto Mancini não contará com o lateral Dodô e o zagueiro Miranda, convocado para defender a seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, no mês que vem. Ambos estão machucados. Com isso, Juan será novamente improvisado na esquerda, embora o treinador tenha a opção de escalar Alex Telles, ex-Grêmio.

O Chievo é apenas um num aglomerado de seis concorrentes empatados em sete pontos. Torino e Sampdoria, que também fazem parte desse grupo, se enfrentarão no domingo em Turim, assim como Roma e Sassuolo, que medirão forças no Estádio Olímpico. O sexto elemento é o Palermo, que no sábado visitará o Milan.

None

Programação da 4ª rodada do Campeonato Italiano:.

None

Sábado.

Udinese – Empoli.

Milan – Palermo.

Domingo.

Chievo – Inter de Milão.

Roma – Sassuolo.

Torino – Sampdoria.

Atalanta – Verona.

Bologna – Frosinone.

Genoa – Juventus.

Carpi – Fiorentina.

Napoli – Lazio. EFE