Meia ou atacante? O que esperar do decisivo Guilherme no Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 18/01/2016 16h01
Guilherme marcou gols decisivos a favor do Atlético-MG

Guilherme está perto de ser oficializado como reforço do Corinthians – falta apenas a realização dos exames médicos para assinar contrato com o clube. O jogador vem com grande responsabilidade, especialmente pela saída de titulares do título brasileiro de 2015, como Renato Augusto, Jadson e Vagner Love.

Mas será que a torcida corintiana pode esperar ver em Guilherme um substituto para os que saíram? E como ele se encaixará no time? Qual será sua importância? O Jovem Pan Online responde a essas questões logo abaixo.

Meia, atacante ou meia-atacante?

Apesar de ter começado a carreira como atacante, posição na qual se destacou no Cruzeiro, Guilherme não é mais o mesmo jogador do fim da última década. Mais experiente, ele passou a atuar como meia-atacante ou apenas como meio de campo, ajudando na armação das jogadas. No Atlético-MG, foi decisivo jogando pelos lados do campo, e não como centroavante.

O próprio Guilherme já deu pistas de que chega para brigar por uma vaga no meio, podendo substituir Renato Augusto ou Jadson. Por já ter atuado pelos flancos, a melhor opção talvez seja ficar no lugar do camisa 10, pela direita, fazendo a infiltração pelo centro para ajudar a armar e também finalizar.

Um jogador de estrela

O novo reforço do Timão está acostumado a fazer gols importantes em momentos de grande pressão. Foi assim na semifinal da Libertadores de 2013. O Atlético-MG vencia por 1 a 0 o Newell’s Old Boys, placar que dava a classificação aos argentinos, pois haviam vencido o primeiro jogo por 2 a 0. Mas Guilherme saiu do bando de reservas para, aos 50 minutos do segundo tempo, deixar tudo igual com um chutaço. Na decisão por pênaltis, o time mineiro levou a melhor.

via GIPHY

Em 2014, foi a vez do próprio Corinthians descobrir a estrela do meia-atacante. Nas quartas de final da Copa do Brasil, o alvinegro paulista venceu na ida por 2 a 0 e, no Mineirão, saiu na frente. Só que o iluminado e quase imbatível Atlético-MG reverteu a desvantagem virando o placar para 4 a 1. Desta vez titular, Guilherme foi o protagonista da partida histórica, marcando dois gols e fazendo uma assistência.

via GIPHY

Titular ou reserva?

Nos anos em que atuou no Galo, Guilherme foi reserva pela maior parte do tempo. O que não é exatamente um demérito, pois era uma espécie de “reserva de luxo”, entrando ao decorrer dos jogos com frequência – e, mesmo assim, sendo decisivo. No Corinthians, suas chances aumentam, mas não dá para ter certeza antes de ver como Tite escalará a equipe, uma vez que outros reforços, como Marlone, ainda não têm posição definida. Ambos os meias podem jogar centralizados ou pelos lados do campo, e há espaço para os dois atuarem juntos.