Menos badalada, Colômbia pode superar geração de Rincón e Valderrama

  • Por Bruno Oliveira/Jovem Pan
  • 25/06/2014 10h03
James Rodriguez comemora primeiro gol da Colômbia AFP James Rodriguez comemora primeiro gol da Colômbia

Durante a década de 90, a Colômbia contou com geração de jogadores de futebol que ainda hoje é tida como a melhor de sua história. Atletas como Freddy Rincón, Carlos Valderrama e René Higuita tiveram oportunidade de se consagrar no cenário internacional, mas jamais conseguiram levar seu país além das oitavas de final da Copa do Mundo. Anos depois e mesmo sem seu principal destaque (Falcao García), o atual selecionado colombiano está próximo de marcar época e superar as renomadas estrelas do passado.

Contando com jogadores como o centroavante Falcao García, o meio-campista James Rodríguez e o lateral direito Juan Cuadrado, a Colômbia mostrou grande desempenho nas Eliminatórias para Copa de 2014 e ficou na segunda colocação, atrás apenas da Argentina. O resultado findou jejum que já durava 16 anos sem participar do Mundial, sendo bastante comemorado pelos torcedores locais.

Antes da competição em território brasileiro, porém, a equipe sul-americana sofreu duro golpe. Principal referência do elenco, Falcao García não se recuperou de lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo sofrida em janeiro deste ano e ficou de fora da Copa. Foi então que James Rodríguez, companheiro do centroavante no Monaco, assumiu o protagonismo dentro de campo.

Atuando com a camisa 10, o meio-campista tem liderado a Colômbia na campanha em território brasileiro. Na fase de grupos, Rodríguez marcou três gols e distribuiu três assistências nas vitórias sobre Grécia (3 a 0), Costa do Marfim (2 a 1) e Japão (4 a 1). Com 100% de aproveitamento no Grupo C, o time sul-americano avançou para as oitavas de final e agora enfrenta o Uruguai.

Programado para ocorrer neste sábado, às 17 horas (de Brasília), no Maracanã, o duelo com os bicampeões mundiais pode garantir momento histórico ao time de Pekerman. Caso triunfe, será a primeira vez que a Colômbia disputa as quartas de final de um Mundial, superando a campanha realizada em 1990, na Itália, onde o país já contava com os renomados Higuita, Rincón e Valderrama.

Naquela ocasião, o recém-formado “elenco de ouro” do futebol colombiano, que mesclava jogadores do Atlético Nacional e do América de Cali, encerrou jejum de 28 anos sem participações em Copas e marcou presença pela primeira vez no Mundial. Além do famoso trio, Andrés Escobar e Luis Carlos Perea faziam parte do grupo comandado pelo treinador Francisco Maturana.

Após estrear com vitória por 2 a 0 sobre os Emirados Árabes, a Colômbia sucumbiu por 1 a 0 diante da Iugoslávia. Na rodada seguinte, empatou por 1 a 1 com a Alemanha Ocidental, que viria a ser campeã daquela edição da competição. Com isto, garantiu lugar nas oitavas de final, onde sucumbiu por 2 a 1 (prorrogação) diante de Camarões, de Roger Milla, após grotescas falhas de Higuita.

Quatro anos mais tarde, ainda com trio e com acréscimo do atacante Faustino Asprilla, o selecionado colombiano chegou bastante prestigiado ao Mundial. No entanto, de maneira surpreendente, foi eliminado ainda na fase de grupos e colocou fim ao sonho do título. A tragédia ficou completa após a competição, quando Escobar, autor de um gol contra na derrota por 2 a 1 diante dos Estados Unidos, foi morto por supostos traficantes que teriam perdido dinheiro com a desclassificação.

A última chance da famosa geração colombiana ocorreu em 1998, na França. Já sem Higuita, o país sul-americano novamente não passou das oitavas de final. E, desde então, não voltou a se classificar para o principal torneio do planeta, encerrando o jejum apenas em 2014.

Mesmo se não superar o Uruguai, o time liderado por James Rodríguez já está na história do futebol de seu país. Além de igualar a campanha realizada em 1990, esta é a primeira vez que a Colômbia vence três jogos em uma edição só da Copa do Mundo, competição na qual realizou seu debute no Chile, em 1962.

 

 

Confira o que passa pela cabeça dos melhores jogadores da Copa