Mesmo com gol do estreante Kaká, São Paulo perde para o Goiás e se afasta do G4

  • 27/07/2014 17h58
ANÁPOLIS,GO,27.07.2014:GOIÁS E SÃO PAULO - O jogador Bruno Mineiro do Goiás comemora gol durante a partida entre Goiás GO e São Paulo SP válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Serra Dourada em Goiânia (GO), neste domingo (27). (Foto: Carlos Costa/Futura Press/Folhapress)Goianos comemoram segundo gol do jogo

Com gols de cabeça de Amaral e Bruno Mineiro, o Goiás venceu o São Paulo por 2 a 1 neste domingo no Serra Dourada. Kaká, que fazia sua reestreia pelo Tricolor, jogou bem e anotou o gol que diminuiu o placar no segundo tempo.

Com a derrota, o São Paulo cai duas posições e fica apenas em oitavo, com os mesmos 19 pontos – lembrando que o Grêmio, com a mesma pontuação, ainda joga mais tarde pelo Brasileirão.

Já o Goiás ultrapassou o tricolor paulista e chegou aos 20 pontos, atingindo a sétima posição. Lembrando que do segundo ao décimo, está todo mundo muito embolado na pontuação. Apenas quatro pontos separam o novo vice-líder, Corinthians (23), que ganhou o clássico sobre o Palmeiras, do décimo colocado do campeonato, que tem o Cruzeiro (1º, 28 pontos) disparado na frente.

O jogo

São Paulo e Kaká foram bem no primeiro tempo. O Tricolor dominou os 45 minutos e tocava a bola com tranquilidade, tendo mais de 60% de posse, como se fosse abrir o placar a qualquer minuto.

Bons passes de Ganso, mesmo que meio sumido em campo, Alan Kardec e Ademilson se movimentando bem à frente e Kaká flutuando entre os lados do campo marcavam o ritmo paulista, mas a defesa esmeraldina era forte e faltava capricho no último passe tricolor para finalizar as jogadas.

Só dava ele

Logo aos 4 minutos, Kaká mostrou que queria jogo. O camisa 8 pegou a bola pela direita, cortou para o pé esquerdo e chutou rasteiro de fora da área, porém

 nas mãos de Renan. Era ele mesmo quem cobrava todas as bolas paradas do São Paulo, como aos 14 minutos, quando chutou direto falta da esquerda, sem ângulo, mas a zaga esmeraldina afastou de cabeça.

Kaká começou atuando pela esquerda, se deslocou para o meio e para a direita e depois voltou à esquerda, mostrando grande liberdade de movimentação pelo campo no esquema inicial de Muricy Ramalho. Aos 26 minutos, quase Kaká abriu o placar ao chutar de primeira no alto após desvio para trás de cabeça de Kardec.

Aos 36, Ademilson finalmente mandou a bola para a rede em belo passe de Ganso, mas a jogada foi anulada por impedimento do atacante.

Então, quando o São Paulo já diminuía o ritmo pensando no segundo tempo, Amaral testou firme numa bola parada, no ângulo esquerdo de Rogério, complicando a vida são-paulina.

Esfriou

No segundo tempo, o Goiás lançou logo uma ducha de água fria no adversário, anotando o segundo gol ainda aos 3 minutos, com Bruno Mineiro de cabeça. Após cruzamento de escanteio na área são-paulina, Rodrigo Caio cabeceou para cima e, em bobeira da zaga tricolor, Amaral desviou para Bruno Mineiro, que testou forte no canto de Rogério Ceni, o qual não pôde chegar na bola à queima-roupa.

O Tricolor, que entrou com Alexandre Pato no lugar de Ademilson, então se jogou para cima e dominava as jogadas, mas não conseguia ser efetivo na finalização das mesmas.

Tentativas frustradas

Quando acertou, Renan apareceu bem. Aos 9 minutos, Alan Kardec chutou forte para grande defesa do goleiro esmeraldino, Kaká ficou com rebote e chutou rasteiro, mas bola rebateu na zaga adversária e ficou com Alexandre Pato, que teve grande chance de concluir com a bola pingando, mas errou o arremate e mandou muito para fora.

Logo depois, Ganso cobrou fata com perigo, muito perto do travessão. Na jogada seguinte, entretanto, o time da casa mostrou que não estava morto da partida e ameaçaria nos espaços deixados na defesa tricolor. Ramon saiu sozinho atrás da zaga são-paulina e chutou, mas Rafael Tolói se jogou na bola antes de Rogério Ceni para mandar a escanteio.

O Goiás marcava bem e o São Paulo não conseguia furar sua defesa. Pato tentou novamente em rebote de escanteio, mas dessa vez a bola explodiu na zaga esmeraldina.

Gol honrado

Kaká ainda diminuiu o placar aos 30 minutos, coroando boa atuação em sua reestreia pelo São Paulo, o que não foi suficiente para evitar a derrota fora de casa.

Muricy tentou jogar seu time para o ataque tirando o volante Souza e colocando mais um atacante, Osvaldo, mas quem chegou mais perto de mais um gol foi o Goiás, em contra-ataques rápidos.

Ramon quase fez em chute forte da entrada da área pela esquerda, que passou à direita do gol de Rogério, e Thiago Mendes desperdiçou grande oportunidade no último minuto do acréscimo, mas Rodrigo Caio se atirou na bola e evitou que a derrota tricolor na reestreia de um de seus ídolos fosse maior.