Mesmo sem BO, polícia investiga agressão a presidente da Gaviões e teme retaliação

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2016 00h07
SP - FUTEBOL/GAVIÕES DA FIEL/PROTESTO - GERAL - Integrantes da torcida organizada Gaviões da Fiel protestam em frente à Federação Paulista de Futebol, no bairro da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, na noite desta quinta-feira, 18. Além de faixas com os dizeres "Futebol refém da Rede Globo", "CBF, FPF a vergonha do futebol" e "Ingressos mais baratos", a organizada se manifestou contra o deputado estadual Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo. Capez é investigado em operação que busca desvendar um esquema de fraudes em merendas de pelo menos oito escolas públicas da cidade. 18/02/2016 - Foto: DOUGLAS PINGITURO/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Agência Estado A polícia teme que a Gaviões da Fiel busque se vingar das agressões sofridas pelos seus integrantes

A polícia está preocupada com as consequências da agressão que sofreram o presidente e o primeiro-secretário da Gaviões da Fiel nesta quarta-feira (02). A delegada Margarete Barreto afirmou, em entrevista a Wanderley Nogueira, da Rádio Jovem Pan, que a emboscada a Rodrigo de Azevedo Lopes Fonseca, o Diguinho, e Cristiano Morais Souza, o Cris, está sendo investigada.

De acordo com ela, os agredidos não procuraram a polícia. “Eles foram agredidos por volta das 13h, foram ao hospital. Não procuraram uma delegacia para registrar ocorrência. O que a gente fez foi diligenciar para verificar imagens ou alguém que tivesse presenciado os fatos. A polícia está analisando ainda as imagens que foram obtidas junto ao supermercado”, disse a delegada, que explicou o motivo da atitude.

“Infelizmente, eles não procuram a polícia para resolver seus problemas e depois resolvem na rua, o que potencializa ainda mais a violência. Mas como o caso envolve lesões que foram graves, a polícia vai instaurar inquérito, mesmo que as pessoas não façam boletim de ocorrência. Parece que o presidente quebrou os dois braços e o outro teve perda de vários dentes, lesões que não são leves”, contou Margarete.