Mil gols, só Pelé! Há 46 anos, o Rei marcava seu milésimo gol na carreira

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2015 11h36
Pelé marcou seu milésimo gol no dia 19 de novembro de 1969

Em 1969, Pelé já era um craque consagrado, Rei do Futebol, maior nome do esporte bretão no planeta. Mas um feito ainda daria do camisa 10 do Santos um status mágico: o milésimo gol em sua carreira.

Há exatos 46 anos, pouco mais de 65 mil pessoas foram ao Maracanã para ver um dos principais momentos da história do futebol. Foi no dia 19 de novembro de 1969 que o Rei, então com 29 anos, chegou ao seu tento de número 1000.

O gol histórico já foi visto e revisto inúmeras vezes pelos fãs do futebol. As palavras de Pelé após balançar as redes, também. Mas as cenas daquele 19 de novembro de 1969 não perdem a magia.

Quis o destino que Pelé alcançasse a marca inédita exatamente no principal palco do futebol brasileiro. A partida entre Santos e Vasco, válida pelo torneio Roberto Gomes Pedrosa, estava apertada, o placar marcava 1 a 1 até que aos 33 minutos o zagueiro vascaíno Renê comete pênalti. O camisa 10 do Peixe pega a bola, repórteres e fotógrafos se amontoam atrás do gol de Andrada, que fez de tudo para desconcentrar Pelé.

Em muitos depoimentos anos depois, o Rei confessou: o único momento em que tremeu numa partida de futebol foi no momento de cobrar o pênalti do milésimo gol. Mesmo tremendo por dentro, o camisa 10 cobrou com uma categoria digna do maior de todos os tempos. Bola no canto direito, Andrada acerta o lado, mas não alcança. O mundo do futebol se rendia ao craque brasileiro.

Na comemoração, Pelé foi carregado. Emocionado e cercado por um mar de repórteres o Rei destacou: “vamos proteger as criancinhas, pelo amor de Deus!”. Na sequência de sua carreira, o Atleta do Século ainda marcou mais 283 gols e é o maior artilheiro da história do futebol.

Ouça no áudio acima a narração de Joseval Peixoto, com reportagem de Geraldo Blota.