Ministro dos Esportes da Rússia agradece COI por não excluir país dos Jogos

  • Por Agencia EFE
  • 24/07/2016 14h25

Vitaly MutkoVitaly Mutko

O ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, agradeceu neste domingo (24) o Comitê Olímpico Internacional (COI), pela decisão de não excluir o país dos Jogos do Rio de Janeiro, que começa daqui a 12 dias.

Estamos agradecidos pela decisão, que foi tomada em prol da unidade do esporte mundial e da família olímpica”, garantiu o titular da pasta, em entrevista coletiva.

Mutko também destacou a decisão de individualizar punições aos atletas que foram flagrados em exames antidoping e as autorizações aos que nunca foram suspeitos de qualquer irregularidade.

“Cada esportista de reputação irrepreensível e limpo de doping, tem direito de disputar os Jogos Olímpicos. O doping é um flagelo mundial, não só um problema da Rússia. Para acabar com ele, é preciso esforço conjunto dos órgãos internacionais e governos”, afirmou o ministro.

De acordo com Mutko, foi estabelecido um critério de que se um membro da delegação russa tiver violado as normas antidoping, não poderá participar dos Jogos.

“Infelizmente, esta regra se aplica só a nossa equipe”, avaliou.

A decisão, por exemplo, acabu com qualquer possibilidade de a federação russa de atletismo participar do evento, devido a suspensão imposta pelo órgão internacional da modalidade (IAAF), já ratificada pelo CAS.

A Agência Mundial Antidoping (Wada) recomendou durante a semana que o COI excluísse a Rússia dos Jogos, após a publicação do chamado relatório McLaren, que denunciou a existência de um sistema de doping patrocinado pelo governo do país, nos Jogos Olímpicos de Inverno, realizados em Sochi, no ano passado.