Ministro russo pede que clubes do país não contratem jogadores turcos

  • Por Agência EFE
  • 30/11/2015 10h44
Com o triunfo sobre o Valencia

O ministro de Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, pediu aos clubes do país para não contratarem jogadores turcos e também não descartou que as medidas econômicas de Moscou contra a Turquia incluam uma proibição desse tipo.

“Se alguém tem intenção (de trazer a um jogador turco) durante a janela de contratações de inverno, tenho certeza que não terá essa possibilidade. Não me vou antecipar, mas o sinal foi claro”, disse Mutko em referência às sanções econômicas contra a Turquia decretadas no sábado pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Entre outras medidas, que devem ser concretizadas hoje, aprovadas em represália pela queda de um caça-bombardeiro russo Su-24 na fronteira da Síria, Putin proibiu a contratação de cidadãos turcos por empresas a partir do dia 1º de janeiro.

Apesar da recomendação aos clubes, Mutko afirmou que Gökdeniz Karadeniz, que atua no Rubin Kazan há oito temporadas, como “excelente pessoa”. “Karadeniz é no fundo um menino russo, uma excelente pessoa. Se todos (os turcos) fossem como ele, seria genial”, indicou.

Ao mesmo tempo, Mutko disse que as sanções econômicas não afetarão as construtoras turcas que trabalham na construção dos estádios que receberão jogos da Copa do Mundo de 2018.

“Em alguns projetos pode haver terceirizadas turcas. Se elas tiverem contratos, continuarão trabalhando”, explicou.

O decreto de Putin determina proibições ou restrições a empresas turcas para realizar trabalhos e prestar serviços no território russo, conforme uma lista que ainda será elaborada pelo governo.