Modesto abre os braços para Diego e diz que Alex tem 30% de chance de voltar

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2016 12h46

Presidente do Santos atualizou informações sobre possíveis retornos de dois ídolos

Presidente do Santos atualizou informações sobre possíveis retornos de dois ídolos

Em entrevista exclusiva a Raphael Thebas, que vai ao ar no próximo fim de semana, na Rádio Jovem Pan, o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, não falou apenas sobre o processo de renovação contratual de Gabigol. O mandatário alvinegro também comentou sobre a possibilidade de o clube repatriar dois ídolos, campeões brasileiros pelo Santos em 2002.  

Modesto abriu os braços para um possível retorno de Diego Ribas, hoje no Fenerbahce, e dimensionou a chance de o zagueiro Alex, livre no mercado, retornar ao Peixe. As situações, no entanto, são complicadas.  

O presidente revelou que fez um contato com o empresário de Alex há duas semanas. Nele, oficializou proposta, mas, até agora, não obteve retorno. O contrato do defensor de 34 anos com o Milan se encerrou no início do mês, e ele está livre para assinar com qualquer clube. O que pode impedir o acordo, contudo, é o pedido de um pagamento de luvas por parte do empresário do jogador. As bases salariais, que giram em torno dos R$ 300 mil, já estão acertadas. 

“Há 15 dias, conversei com o empresário do Alex e fiz a proposta que o Santos poderia pagar. Nós não contratamos ninguém de forma irresponsável, só oferecemos o que podemos pagar. Passei isto para o Giuliano Bertolucci, ele ficou de me ligar, e estou aguardando este contato até agora”, afirmou Modesto, antes de revelar: “hoje, a chance de o Alex voltar ao Santos é de 30%”. 

O presidente do Santos também falou sobre a possibilidade de Diego Ribas voltar ao clube. Campeão brasileiro ao lado de Robinho em 2002, o meia de 31 anos ainda tem vínculo com o Fenerbahce, da Turquia, mas já manifestou desejo de retornar ao Brasil. Apesar da estratosférica pedida salarial de R$ 800 mil, o Flamengo surge como favorito a repatriá-lo – o que não impede Modesto de sonhar. 

O mandatário alvinegro negou que tenha entrado em contato com o jogador, disse que não tentará a contratação enquanto ele estiver vinculado ao Fenerbahce, mas não fechou as portas para um possível retorno. Se ele quiser voltar ao Brasil, estamos aqui, de braços abertos, é um ídolo nosso. Mas tem contrato com o Fenerbahce, e o Santos tem como política respeitar atletas com contrato. Não vamos atravessar o clube da Turquia fazer um assédio com contrato vigente. O Santos não faz isto, decretou.