Moreno compara seleção peruana à Itália: “Resistem muito bem à pressão”

  • Por Agência EFE
  • 23/06/2015 22h04
Principal atacante da Bolívia

O atacante Marcelo Moreno, esperança de gols da Bolívia para o jogo contra o Peru na próxima quinta-feira em Temuco, pelas quartas de final da Copa América, fez elogios ao adversário nesta terça e o comparou com a tetracampeã mundial Itália.

“Eles têm uma seleção que é como a da Itália. Marcam gols se lhes damos vantagem, saem jogando muito bem, têm jogadores que resistem muito bem à pressão”, analisou o ex-jogador de Cruzeiro, Grêmio e Flamengo entrevista coletiva.

O jogador nascido em Santa Cruz de la Sierra e filho de brasileiro disse que a seleção dirigida por Mauricio Soria tem chances de ir às semifinais, mas fez ressalvas. “Não será fácil. Teremos que mostrar nosso nível, a partida exigirá muita luta”, destacou.

“Surpreendemos, avançamos às quartas de final, estamos mostrando um bom nível e é normal que se fale da seleção boliviana porque mostrou uma melhora incrível”, completou.

Companheiro de Moreno na linha de frente, Pablo Escobar lembrou que a Bolívia não se classificava para as quartas desde 1997, quando, em casa, foi vice-campeã, e acredita que a partida contra os peruanos será equilibrada.

“Nossa classificação é vista como surpresa, mas temos chances de ir às semifinais. As chances são as mesmas para os dois, será muito disputado. Certamente será um jogo lá e cá”, analisou o ex-jogador de Ipatinga, Santo André, Ponte Preta e Botafogo-SP, que garantiu que a goleada sofrida contra o Chile por 5 a 0 na última sexta não abalou o elenco.

“A derrota para o Chile nos serviu de lição que em uma competição como a Copa América não se pode entrar em campo distraídos. Temos que nos sacrificar para vencer”, considerou.