Muller marca hat-trick e Alemanha estreia com goleada sobre Portugal

  • Por Jovem Pan
  • 16/06/2014 14h52
Alemães comemoram terceiro golAlemães comemoram terceiro gol

Uma das principais favoritas ao título da Copa do Mundo deste ano, a Alemanha estreou no torneio nesta segunda-feira, diante de Portugal, na Arena das Dunas. E, com grande atuação, principalmente no primeiro tempo, o time germânico não deu chances ao adversário e triunfou por 4 a 0, com gols de Thomas Muller (três vezes) e Matt Hummels, em partida válida pelo Grupo G.

Mesmo sem contar com o volante Bastian Schweinsteiger, que ficou no banco de reservas por causa de problemas físicos, a Alemanha não teve maiores dificuldades para conquistar seu primeiro êxito no torneio. Ainda no primeiro tempo, Muller e Hummels balançaram as redes. Na etapa complementar, o atacante novamente marcou e fechou o placar em Natal.

Com este triunfo, os tricampeões mundiais assumem a liderança isolada na tabela de classificação do Grupo G, com três pontos. Já o time lusitano, em situação completamente oposta, aparece na última posição, sem pontuar. Ainda nesta segunda-feira, às 19 horas (de Brasília), na Arena das Dunas, Estados Unidos e Gana completam a primeira rodada da chave.

A Alemanha volta a entrar em campo neste sábado, às 16 horas (de Brasília), quando mede forças com Gana, no Castelão, em Fortaleza. Um dia depois, às 19 horas (de Brasília), quem retorna aos gramados é Portugal, que duela com Estados Unidos, na Arena da Amazônia, em Manaus.

O jogo: Escalada sem um centroavante de ofício, com Thomas Muller cumprindo a função de “falso 9”, a Alemanha apostou em atletas de movimentação para criar suas principais jogadas de perigo. Mais atrás, no meio-campo, o lateral direito Philipp Lahm foi deslocado para atuar como volante, já que Bastian Schweinsteiger, com problemas físicos, ficou no banco de reservas.

Melhor posicionada em campo, a equipe comandada pelo treinador Joachim Low foi quem tomou iniciativa de jogo e criou as chances mais claras de gol. Logo aos sete minutos, o goleiro português Rui Patrício errou em saída de bola e jogou direto nos pés de Khedira. O volante, da intermediária, emendou chute de primeira, quase abrindo o placar no estádio baiano.

Portugal, liderado em campo pelo atacante Cristiano Ronaldo, tinha o contra-ataque como principal ferramenta para tentar surpreender a marcação adversária. Entretanto, a estratégia ficou mais complicada aos dez minutos, quando João Pereira derrubou Mario Gotze na área e o árbitro sérvio Mirolad Mazic marcou pênalti. Na cobrança, Thomas Muller bateu rasteiro, no canto direito, e colocou o time germânico em vantagem.

O gol adversário abalou a seleção lusitana, que pouco perigo ofereceu ao goleiro rival. Os alemães, por sua vez, seguiram com o controle da posse de bola e tentando chegar efetivamente ao gol de Rui Patrício. A insistência deu resultado e o zagueiro Matt Hummels, aos 31 minutos, subiu alto depois de cobrança de escanteio de Toni Kroos e balançou as redes.

Não bastasse a desvantagem no placar, o time comandado por Paulo Bento ficou em situação ainda pior. Após acertar o rosto de Muller com a mão, Pepe discutiu com o atacante alemão por mostrar insatisfação com o “fingimento” do adversário. O árbitro serviu não gostou da postura do zagueiro e acabou o expulso, deixando Portugal com um jogador a menos aos 37 minutos. Com isto, ainda houve tempo para Muller, aos 45 minutos, aproveitar falha de Bruno Alves e, de perna esquerda, anotar o terceiro gol alemão.

Na volta dos vestiários, Paulo Bento tentou corrigir o posicionamento defensivo de sua equipe e colocou o zagueiro Ricardo Costa na vaga do volante Miguel Veloso. A alteração surtiu efeito e o time luso sofreu menos com o ataque alemão, mas também não conseguiu chegar com efetividade ao ataque. Os germânicos, por sua vez, priorizavam administram a vantagem obtida no primeiro tempo.

O jogo em ritmo mais lento, porém, não foi capaz de parar Muller. Aos 32 minutos, Schurrle, que entrou na vaga de Ozil, invadiu a área pelo lado direito e chutou rasteiro. Rui Patrício deu rebote e Muller, bem posicionado, deu números finais ao duelo.

Quem joga mais?
Faça seu tuíte com #CraqueJP e escolha Cristiano Ronaldo, Neymar ou Messi