Multicampeão, presidente da Ferrari anuncia saída após 23 anos da escuderia

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2014 08h21
Luca di Montezemolo e Felipe Massa

Fim de uma era gloriosa. Nesta quarta-feira (10), Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, anunciou sua saída da marca depois de 23 anos. Presença constantes nos GPs da Fórmula 1, o dirigente confirmou, em nota oficial, que será substituído por Sergio Marchionne, conselheiro do grupo Fiat Chrysler.

Ainda no comunicado, o grupo explica que a decisão é do próprio Montezemolo. O dirigente de 67 anos deve deixar o cargo no dia 13 de outubro, depois de uma comemoraçao de 60 anos da marca. “Meu agradecimento, em primeiro lugar, às mulheres e homens excepcionais da fábrica, das oficinas, das pistas de corrida e dos mercados do mundo todo. Eles foram os artífices do crescimento espetacular da companhia, de suas vitórias inquestionáveis e da transformação em uma das marcas mais fortes do mundo”, escreveu o dirigente.

Sob a gestão Montezemolo, a Ferrari viveu anos de glória. A escuderia conquistou seis títulos do Mundial de pilotos [2000, 01, 02, 03, 04 com Schumacher e 2007 com Raikkonen], além de sete títulos do Mundial de construtores [2000, 01, 02 03, 04, 07 e 08], os dois últimos com a participação de Felipe Massa.

Com a mudança, medidas para melhorar o desempenho da equipe nas pistas são esperadas. Na atual temporada, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen não vem convencendo a diretoria ferrarista.