Muricy elogia Pato, mas pede maior regularidade para o atacante

  • Por Jovem Pan
  • 31/07/2014 09h26
RIBEIRÃO PRETO, SP – 30.07.2014: COPA DO BRASIL/BRAGANTINO x SÃO PAULO – Pato festeja seu gol - Partida entre Bragantino e São Paulo, válida pela terceira fase da Copa do Brasil de Futebol 2014, realizada no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, interior do Estado, nesta quarta-feira. (Foto: Celio Messias/Folhapress)São Paulo derrota o Bragantino

O atacante Alexandre Pato foi o grande personagem da vitória por 2 a 1 do São Paulo contra o Bragantino na última quarta-feira em Ribeirão Preto. Autor do gol da vitória tricolor, o jogador é um dos mais contestados pela torcida, e até pelo próprio técnico Muricy Ramalho. Ao contrário de outros momentos, o treinador elogiou a postura do camisa 11, mas pediu mais regularidade para o atleta.

“Ele teve alguns momentos bons, outros não. Claro que sento um pouco a falta de ritmo de jogo, a gente tem que levar em consideração que é muito tempo sem jogar e não é fácil. Ele tem que repetir mais vezes as boas jogadas que fez. Mas no geral, pelo tempo sem jogar, acho que foi bem”, explicou Muricy.

Pato mostrou desenvoltura ao pedir para bater o pênalti que deu a vitória para o São Paulo, ainda mais por fazer isso diante de Rogério Ceni, batedor oficial e ídolo do clube, e por ter sido exatamente um pênalti na Copa do Brasil que iniciou a sua derrocada no Corinthians, na eliminação contra o Grêmio em 2013. Muricy elogiou a postura do jogador, e vê o lance como uma possibilidade de virada no momento ruim que vive.

“Primeiro a personalidade do Pato, porque não é fácil você estar voltando para o time agora e tendo o nosso batedor oficial, que é o Rogério. Ele mostrou personalidade e o Rogério mostrou ser companheiro, isso é legal. Isso a gente tem aqui, porque realmente o ambiente é muito bom. A gente só não está jogando bem, mas isso a gente recupera. Às vezes um gol desse recupera o jogador, porque ele desperta e pode voltar a jogar o que sempre jogou. O Rogério está de parabéns e o Pato também por pedir e fazer o gol”, afirmou.

A melhora do atacante faz Muricy vislumbrar um time recheado de craques para a disputa do Campeonato Brasileiro, com Pato, Ganso, Kaká e Alan Kardec. Mas para isso acontecer o comandante tricolor defende que é necessário uma maior responsabilidade defensiva do resto do elenco.

“Acabou o jogo assim em Goiás, e jogaram bem os quatro. É possível desde que os jogadores entendam. Por exemplo, os laterais saibam que tem que subir alternados, às vezes ficar um pouco mais, porque eles vão embora, e a ente vai ter um pouco mais de dificuldade com esses jogadores na marcação, então tem que fazer os jogadores entenderem”, disse Muricy.