Na década de 1970, Pelé vinha ao Brasil “caçar” jogadores para o Cosmos

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2015 18h59
Pelé

O futebol passa por vertiginoso crescimento nos Estados Unidos, com investimentos em clubes e contratação de jogadores de renome. Mas não é a primeira vez que isso acontece: em 1975, Pelé foi contratado pelo Cosmos para comandar não só a equipe, mas também o florescimento do esporte mais popular do mundo em terras americanas. A rádio Jovem Pan resgatou uma declaração do Rei na década de 1970, quando, em passagem pelo Brasil, comentou sobre a busca de craques brasileiros para reforçar seu time.

“Muitos jogadores brasileiros estão indo pra lá. O Ivair, o Moreira, o Carlos Alberto… Muita gente quer ir. Eu fui procurado pelo pessoal da ONU para sondar e ver qual a possibilidade de levar Rivellino e Marinho, e eu expliquei a eles que, com a formação da Seleção Brasileira para as Eliminatórias, ia ser muito difícil levar esses jogadores que estão sendo convocados, e que também têm passes muito caros”, disse Pelé, que negou o interesse em outros dois craques de times paulistas. “Quanto ao Pedro Rocha e o Ademir da Guia não me perguntaram nada. Eu não tenho autorização nenhuma para conversar com eles”.

No fim das contas, Rivellino, Ademir da Guia e Pedro Rocha não foram mesmo para os Estados Unidos. Entretanto, Marinho Chagas, citado por Pelé na entrevista, foi para o Cosmos em 1979.

O mesmo Cosmos veio ao Brasil em 5 de março de 1981 para disputar um amistoso contra o São Paulo no Morumbi. A partida foi vencida pelo Tricolor Paulista por 3 a 1, gols de Paulo César e Renato Pé-Murcho (duas vezes). Chinaglia descontou para o time americano. Ouça a narração de um dos gols de Renato Pé-Murcho no áudio acima.