Nadadora brasileira perde medalhas do Parapan-Americano por doping

  • Por Jovem Pan
  • 05/05/2020 21h38
Marco Antônio Teixeira/MPIX/CPBPatricia Pereira dos Santos foi suspensa por 12 meses pelo Comitê Paralímpico Internacional

Patricia Pereira dos Santos, nadadora paralímpica brasileira, foi suspensa por 12 meses pelo Comitê Paralímpico Internacional por doping. Por conta da punição, a paratleta perderá as duas medalhas conquistadas nos Jogos Parapan-Americanos de Lima.

O exame foi realizado durante a competição, em 21 de agosto de 2019, e detectou hidroclorotiazida e metabólito, e SARM LGD-4033 (Ligandrol) e metabólito. Um laboratório credenciado pela Agência Mundial Antidoping avaliou suplementos utilizados pela brasileira, e apontou que foram contaminados por essas substâncias.

Desta forma, pela nível reduzido de culpa da paratleta, a sansão, que poderia ser de até quatro anos, foi de apenas 12 meses.

Ela fica, portanto, inelegível para competir por um ano retroativamente ao caso do doping, até 20 de agosto, e perderá a prata nos 50m livre e com o bronze nos 100m livre, ambos na classe S5, conquistadas em Lima.

Com a redistribuição das medalhas, outra brasileira, Esthefany de Oliveira, ficou com os dois bronzes. Desta forma, o Brasil segue com 308 medalhas no Parapan de Lima.

* Com Estadão Conteúdo