“Não estou à espera de nada”, diz Lucas sobre Copa do Mundo

  • Por Agência EFE
  • 02/06/2014 14h56
Meia Lucas foi titular

O meia-atacante Lucas, do Paris Saint-Germain, admitiu nesta segunda-feira, em evento realizado pelo clube francês no Rio de Janeiro, que não vive a expectativa de disputar a Copa do Mundo, o que aconteceria apenas em caso de corte de um dos atacantes convocados pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

“Não estou à espera de nada. Estou a espera de torcer pelo Brasil. Já superei isso, já estou bem e não vou ficar torcendo para ninguém se machucar. Não faz parte do meu perfil”, garantiu o jogador em entrevista coletiva.

Campeão da Copa das Confederações, Lucas acabou preterido na lista de 23 jogadores chamados por Felipão e passou a integrar o grupo de sete atletas que completam no número obrigatório de 30, estipulado pela Fifa. O meia-atacante revelou que a não-convocação foi um golpe, mas que recebeu apoio dos companheiros do PSG.

“Todos me apoiaram, consolaram, disseram que futebol é assim, que eu sou muito jovem e que tenho capacidade de disputar outras Copas. Sempre falo que uma das minhas qualidades é minha cabeça. Meu pai sempre me ensinou que, no futebol e na vida, é preciso estar pronto para tudo”, garantiu Lucas.

O ex-jogador do São Paulo disse, no entanto, que estaria pronto para defender a seleção se fosse chamado para cobrir a vaga de algum jogador lesionado.

“Estou sempre bem, sou muito jovem ainda. Estou sempre treinando, jogando bola com os amigos, fazendo academia”, revelou.

Hoje, Lucas participou da inauguração da primeira escola de futebol do Paris Saint-Germain na América Latina, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. No evento, o meia-atacante contou a programação para as próximas semanas.

“Estou com a cabeça nas minhas férias, em aproveitar minha família, meus amigos. Estava com saudade da minha casa, da minha cidade. Vou acompanhar a Copa e torcer como todos os brasileiros”, concluiu o jogador do PSG.