“Não vivi nada parecido”, diz Pizzi sobre insultos a Diego Costa

  • Por Agencia EFE
  • 13/01/2014 14h05

Diego Costa tem 19 gols na atula temporada do Campeoanto Espanhol

Diego Costa faz 2

O técnico do Valencia, Juan Antonio Pizzi, afirmou não entender os insultos recebidos por Diego Costa nos estádios em que joga fora de casa pelo Atlético de Madrid e que não “viveu nada parecido” com o ocorrido na última terça-feira, no duelo entre as duas equipes, quando o jogador foi muito hostilizado.

Na ocasião, a torcida do Valencia repetiu insistentemente o coro “Costa, canalha, não é espanhol” no estádio Mestalla. Diego, que é brasileiro e jogou pela seleção comandada por Luiz Felipe Scolari em dois amistosos no ano passado, acabou optando por defender a Espanha e deve estrear em breve com a camisa da Fúria.

Pizzi, nascido na Argentina e que, como jogador, atuou pelos espanhóis Tenerife, Valencia, Barcelona e Villareal, viveu uma situação parecida com a do brasileiro. O agora treinador jogou pela seleção da Espanha em 22 partidas, tendo iclusive disputado a Eurocopa de 1996 e a Copa do Mundo de 1998.

“Não vivi nada parecido. Sempre fui bem recebido. Não gosto que insultem ninguém. O povo procura um motivo para insultar, e não me parece necessário e nem agradável”, disse Pizzi nesta segunda-feira em entrevista coletiva.

Na semana passada, o técnico Vicente del Bosque também lamentou as ofensas a Diego Costa em entrevista e argumentou que elas foram feitas devido à condição de jogador de referência de uma equipe forte como o Atlético de Madrid, mas disse que quando o atacante jogar pela Espanha, receberá o apoio dos que agora o criticam.