NBB escala arbitragem totalmente feminina pela primeira vez no Dia Internacional da Mulher

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2020 19h05 - Atualizado em 06/03/2020 19h09
DivulgaçãoMaria Cláudia Comodaro, árbitra da NBB

Pela primeira vez na história da liga, o NBB escalou um trio de arbitragem 100% feminino. As arbitras vão atuar na partida entre Pinheiros e Pato Baquete, que acontece no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, no próximo domingo, 8 de março, quando se comemora o Dia Internacional da Mulher.

Andreia Regina Silva, Maria Cláudia Comodaro, Juliana Roveri serão as árbitras da partida, e Crislaine Fernandes Alves ficará à frente do Instant Replay – uma espécie de VAR da modalidade, fora de quadra. Danielle Cicerelli Salemme será a representante do jogo.

Para Maria Claudia, a iniciativa representa um avanço na conquista pelo espaço dentro da modalidade. “Fazer parte de um trio feminino pela primeira vez no NBB CAIXA é uma maneira de dar sequência à caminhada que tantas outras mulheres pioneiras trilharam até aqui. É uma mistura de alegria e responsabilidade enorme, pois representar a classe feminina em uma cultura brasileira ainda machista é um grande desafio. Espero fazer junto com minhas companheiras um excelente trabalho, mostrando que nós, mulheres, podemos ocupar qualquer espaço, basta ter muita dedicação e amor naquilo que se faz”, disse.

A transmissão da partida, que será feita pelo Facebook do NBB, também terá uma equipe só de mulheres. Luciana Mariano, da ESPN, fará a narração. Helen Luz, ex-jogadora e campeã do mundo pela Seleção Brasileira em 1994 comentará a partida. A reportagem ficará a cargo de Luiza Oliveira, da Band, e Giovanna Terezzino, do NBB. Anderli de Oliveira Sabino e Viviane Bezerra da Silva, que trabalharam nos Jogos Olímpicos de 2016, também participarão.

Quadro

Atualmente, o NBB possui 38 árbitros. Apenas quatro são mulheres. A equipe é comandada por Flávia Almeida.