Negociação com Fred avança, e São Paulo pode ceder Kardec e mais um

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2016 13h10

Fred está de saída do Fluminense e pode reforçar o São Paulo

Fred está de saída do Fluminense e pode reforçar o São Paulo

O sonho do São Paulo em contar com Fred nunca esteve tão perto de se realizar. De acordo com informações do repórter Marcio Spimpolo, da Rádio Jovem Pan, as conversas entre o clube do Morumbi e o Fluminense estão avançadas, e o negócio pode, sim, ser sacramentado em breve. 

Spimpolo informou no programa Esporte em Discussão desta quinta-feira que o Fluminense já até indicou ao São Paulo que quer dois jogadores em troca, provavelmente por empréstimo, para negociar o seu artilheiro. E eles seriam Alan Kardec e Rogério. O técnico do time carioca, Levir Culpi, quer reforçar o ataque do Fluminense com a saída do centroavante e acredita que Kardec e Rogério são bons nomes. 

O primeiro, revelado pelo Vasco, é reserva do São Paulo e já indicou que pretende voltar a jogar no Rio de Janeiro, onde nasceu e surgiu para o futebol, no Vasco. Já o segundo chegou a ser utilizado por Edgardo Bauza no time titular, mas não agradou. Isto porque o argentino utilizava-o como meio-campista, e ele gosta de atuar como ponta – posição, aliás, em que Levir imagina escalá-lo. 

Ainda de acordo com Spimpolo, o São Paulo tentou oferecer Wesley, que tem alto salário e é reserva absoluto desde que chegou do Palmeiras. O Fluminense, porém, não aceitou e, com o aval de Levir Culpi, fez a contraproposta sugerindo Kardec e Rogério. 

Além do interesse do Atlético-MG, o que pode emperrar a negociação de Fred com o São Paulo é o salário do jogador. Ele ganhava R$ 800 mil no Fluminense, valor, hoje, considerado inviável pelo clube do Morumbi – que, em 2011, pagou R$ 750 mil por mês para repatriar Luís Fabiano, então com 30 anos, do futebol europeu.  

Fred tem 32 anos e, de acordo com a diretoria são-paulina, não está mais no auge. Assim, a alta cúpula tricolor tenta reduzir a pedida salarial do jogador para viabilizar o negócio. Spimpolo disse que, aos poucos, o atacante tem indicado que pode “tirar o pé” para receber menos no São Paulo. É exatamente nisto que o clube do Morumbi confia para fechar o negócio ainda antes do Campeonato Brasileiro.