Nelsinho Piquet vence GP de Long Beach de Fórmula E

  • Por Agência EFE
  • 04/04/2015 21h30
Nelsinho Piquet (China Racing) venceu neste sábado o Grande Prêmio de Long Beach de Fórmula E

O piloto brasileiro Nelsinho Piquet (China Racing) venceu neste sábado o Grande Prêmio de Long Beach de Fórmula E, sexta corrida da temporada, onde o também brasileiro Lucas di Grassi (Audi Sport) assumiu a liderança da competição.

Nelsinho ganhou a corrida 35 anos após seu pai, Nelson Piquet, ter vencido seu primeiro GP como piloto na Fórmula 1 no mesmo circuito urbano de Long Beach. O pódio foi completado pelo francês Jean-Éric Vergne (Andretti), segundo, e Di Grassi, terceiro. 

“Esta vitória significa muito para mim. É onde meu pai ganhou sua primeira corrida de Fórmula 1”, disse Nelsinho em entrevista coletiva, na qual afirmou que chegou para a prova com “confiança” e “tudo saiu bem durante o dia”.

Nelsinho, que largou na segunda fila no grid, assumiu a ponta da corrida logo no início após ultrapassar o alemão Daniel Abt (Audi Sport), que ocupava a “pole”, antes da primeira curva.

O hábil movimento do piloto da China Racing, que não teve que utilizar o recurso do FanBoost concedido pelos votos dos torcedores para obter potência extra em seu veículo, evitou que ele se envolvesse nos incidentes que marcaram a corrida nas posições de trás.

“Assim que assumi a liderança tudo consistiu em ficar tranquilo. Ser o mais rápido possível e economizar o máximo de energia”, comentou.

Durante as primeiras dez voltas o carro de segurança teve que ir para a pista duas vezes depois que o americano Scott Speed (Andretti) bateu contra um muro, e o francês Charles Pic (China Racing) tocou o carro do italiano Jarno Trulli (Trulli) na entrada de uma curva.

Incidentes aos quais se somaram os problemas do britânico Sam Bird (Virgin Racing), que teve que mudar de carro na segunda volta e não terminou a corrida, e do mexicano Salvador Durán que também parou depois que o francês Loic Duval (Dragon Racing) bateu seu carro.

Speed, Trulli, Bird, além de Durán, abandonaram enquanto Pic, Abt e o francês Nicolas Prost (e.dams-Renault) foram penalizados com uma entrada nos boxes, o que afastou estes dois últimos da luta pelo pódio.

Prost chegou a Long Beach como líder do campeonato, saiu em segundo no grid e fez a volta mais rápida, mas terminou em 14º, posição da qual partiu o espanhol Jaime Alguersuari (Virgin Racing), cujo carro não está no nível dos demais e continua sem entrar na disputa pelos primeiros lugares.

A parada obrigatória nos boxes para a mudança de carro – são usados dois por corrida na Fórmula E – serviu para colocar na prova o brasileiro Bruno Senna (Mahindra Racing), que acabou em quinto, enquanto os demais pilotos foram consolidando suas posições para assegurar pontos.

Este foi o quarto pódio para Di Grassi no campeonato, após terminar em primeiro na China, em segundo na Malásia e em terceiro no Uruguai.

“Ganhar pontos hoje era crucial”, disse Di Grassi, que vê a sua equipe muito motivada para a reta final do campeonato na Europa, para onde se desloca a caravana da Fórmula E para correr em maio em Monte Carlo.

Di Grassi lidera a classificação de pilotos com 75 pontos, um a mais que Nelsinho e seis a mais que Nicolas Prost. A 20 pontos, em quarto lugar, está o suíço Sébastien Buemi (e.dams-Renault).

O GP no emblemático circuito de Long Beach reuniu um numeroso público local e estrelas de Hollywood como os atores Adrien Brodi e Leonardo DiCaprio, que é cofundador da equipe Venturi de Fórmula E, com sede em Mônaco.