NFL fará vigilância especial nas 108 bolas que serão utilizadas no Super Bowl

  • Por EFE
  • 30/01/2015 12h31
Kate Perry

A polêmica surgida em torno das “bolas murchas” durante a final da Conferência Americana (AFC), fez com que a NFL reforçasse a vigilância das 108 bolas que serão utilizadas neste domingo no Super Bowl, a final da liga profissional.

O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira pelo vice-presidente dos árbitros da NFL, Dean Blandino, em uma das entrevistas coletivas que antecede o duelo entre New England Patriots e Seattle Seahawks.

“Haverá mais segurança devido ao ambiente em que nos encontramos para este jogo. Não haverá lugar para que haja algum tipo de problema ou de suspeita”, explicou o representante da organização do jogo, que acontecerá em Glendale, no Arizona.

Segundo Blandino, como é praxe na NFL, cada equipe será responsável pelas bolas que utilizarão no ataque, mas Tony Medlin, que faz esta função para o Chicago Bears, será supervisor dos trabalho.

Todas as bolas serão entregues a Medlin nesta sexta-feira, e a NFL só as devolverá três horas antes do jogo, quando o árbitro Bill Vinovich conferirá se todas estão dentro do regulamento, apresentando entre 12,5 e 13,5 libras por polegada.

A liga americana está investigando se 11 das 12 bolas utilizadas pelos Patriots na final da Conferência Americana, contra o Indianapolis Colts, foram esvaziadas propositalmente, facilitando assim lançamentos do quarterback Tom Brady.