Nike rescinde contrato de patrocínio com Pacquiao após declarações homofóbicas

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2016 21h16
Pacquiao destacou sua vontade de disputar uma revanche com Mayweather em 2016

A Nike, empresa de material esportivo, anunciou nesta quarta-feira (17) que decidiu rescindir seu contrato de patrocínio com o boxeador Manny Pacquiao. A decisão se deu por conta de declarações homofóbicas do lutador, classificadas pela empresa americana como “detestáveis”.

“Nós achamos os comentários de Manny Pacquiao detestáveis. A Nike fortemente se opõe à discriminação de qualquer forma e tem uma longa história de apoio à comunidade LGBT. Nós não temos mais nenhum relacionamento com Manny Pacquiao”, disse a empresa em comunicado.

Dias antes, um vídeo de uma TV das Filipinas mostrou Pacquiao afirmando que homossexuais “são piores que animais”. “É o senso comum. Você vê animais se relacionando com outros do mesmo sexo. Animais são melhores porque conseguem distinguir masculino e feminino. Se homens saem com homens e mulheres saem com mulheres, eles são piores que animais”, afirmou.

Por meio de seu perfil no Facebook, o pugilista chegou a pedir desculpas – o que não foi o bastante para impedir que o contrato de patrocínio, que existia desde 2006, fosse rescindido. “Peço perdão por ter prejudicado gente comparando os homossexuais com animais. Ainda sou contra o casamento entre gente do mesmo sexo pelo que diz a Bíblia, mas não estou condenando os LGBTs”, postou.